Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Conheça o curso de programador e veja como se tornar um

Programação é uma área tão dinâmica que não existe apenas um curso de formação de programadores.

Isso permite que os interessados em fazer parte desse fervilhante mercado possam escolher exatamente que tipo de carreira seguir.

Além disso, dá para fazer tudo isso estudando de casa, sem se preocupar com deslocamentos diários até a faculdade.

A seguir, conheça o curso de programador e veja como se tornar um.

O curso de programador

A área de Tecnologia da Informação é tão abrangente que os aspirantes a programador encontram diferentes tipos de formação.

Para ajudar você a encontrar o curso ideal, a gente separou alguns que você pode fazer para aprender a programar.

Conheça:

Engenharia de Software – É o mais completo para quem quer ser programador. Tem cinco anos de duração e ensina a construir sistemas de todos os portes.

Análise e Desenvolvimento de Sistemas – Tecnólogo com no máximo três anos de duração, forma programadores e analistas de sistemas.

Engenharia da Computação – Outro curso bastante completo para programadores, trata a fundo questão do desenvolvimento de software e hardware. Dura cinco anos.

Sistemas para Internet – Uma formação mais focada, com apenas 2,5 anos de duração, forma programadores de sistemas para aplicações web.

Ciências da Computação – Bastante popular, esse bacharelado com quatro anos de duração, faz uma geral pelo universo da tecnologia, com noções básicas de programação em diversas linguagens.

Segurança da Informação – Com duração média de 2,5 anos, forma programadores focados em segurança de dados em diferentes aplicações.

Banco de Dados – Tecnólogo focado na construção de bancos de dados seguros e adaptados às necessidades de cada cliente. Tem 2,5 anos de duração.

Jogos Digitais – Curso de tecnólogo voltado para criação e programação de jogos para diversas plataformas digitais. Dura 2,5 anos.

Como programação é o combustível básico da área de TI, praticamente todos os cursos da área abordam o tema de alguma forma, alguns mais intensamente, outros menos.

O formato EAD permite que os alunos façam uma parte das disciplinas de casa, sem precisar se deslocar diariamente até a faculdade.

As aulas online acontecem em um ambiente virtual de aprendizagem repleto de recursos digitais. Há muito material em vídeo, e os professores acompanham tudo remotamente.

O formato prevê encontros presenciais eventuais. No caso dos cursos de Engenharia, a frequência de aulas nos polos de apoio é um pouco maior.

Os cursos EAD listados acima são reconhecidos pelo MEC e rendem diploma de nível superior.

Como se tornar um programador

Programação não é algo que se aprende de uma vez só. Por se tratar de uma linguagem tecnológica utilizada por milhares de pessoas e empresas, está sempre expandindo e se aprimorando.

O curso superior é só o primeiro passo. Para se tornar um bom programador é importante que os profissionais sejam curiosos e estejam sempre atentos às mudanças na área.

Entender a plataforma para a qual trabalha, desenvolver raciocínio lógico, testar novidades e lidar com equipes multidisciplinares são atribuições essenciais.

Normalmente os programadores acabam conhecendo a fundo diversas linguagens. Hoje, JavaScript, SQL, Java, Bash/Shell, Python, C# e PHP estão entre as mais requisitadas no mercado.

O diploma de nível superior não é exigido para a prática da profissão, mas o fato é que muitas empresas dão preferência a quem tem uma formação mais avançada.

Além da graduação regular, é recomendável que o programador corra atrás de cursos de complementação e procure se tornar um profissional certificado em alguma plataforma (Microsoft, Apple, Cisco, Java, etc.) – isso abre bastante mercado.

Onde o programador trabalha

Qualquer empresa que faça uso de tecnologia carece, em maior ou menor grau, de bons programadores.

Hoje, no entanto, os empregos estão mais disponíveis em locais como:

  • Empresas de engenharia
  • Empresas de desenvolvimento de softwares e sistemas
  • Desenvolvedoras de aplicativos
  • Indústria (praticamente todos os tipos)
  • Consultorias tecnológicas
  • Serviço público
  • Bancos

Os salários são bem variados. No geral, paga-se cerca de R$ 3.400 para programadores em início de carreira.

Com mais experiência, os valores sobem para R$ 4.400.

Profissionais mais tarimbados no mercado recebem mais de R$ 8.800.

Em cargos de gestão em empresas de grande, um diretor de tecnologia recebe salários que varia entre R$ 19.100 a mais de R$ 48.000!

O que se estuda no curso de programador

Abaixo, a gente selecionou algumas disciplinas que são vistas no curso de Engenharia de Software oferecido pela Cruzeiro do Sul Virtual (a distância)

  • Modelagem de Dados
  • Programação Orientada a Objetos
  • Programação Web
  • Técnicas de Desenvolvimento de Algoritmos
  • Banco de Dados
  • Sistemas Operacionais
  • Interface Humano-Computador
  • Engenharia de Requisitos e Processos de Software
  • Estruturas de Dados Lineares
  • Modelos de Processos de Software
  • Projeto de Software
  • Técnicas de Programação
  • Modelagem de Sistemas
  • Desenvolvimento Ágil
  • Inteligência Artificial
  • Computação em Nuvem
  • Qualidade de Software
  • Segurança da Informação
  • Testes de Software
  • Manutenção de Software
  • Programação de Computadores

Faculdades que têm curso para programador

Mais de 150 faculdades, por todo o Brasil, oferecem cursos EAD que formam programadores.

Para se dar bem no mercado, procure uma formação de qualidade. Reconhecimento e boa avaliação do curso junto ao MEC são dois requisitos importantíssimos que você deve levar em conta na hora de escolher onde estudar.

Aproveite que chegou até aqui e conheça algumas boas faculdades onde você pode estudar a distância para ser programador:

Veja também:

Saiba onde conseguir bolsa gratuita para faculdade EAD

Vai se jogar no mundo da programação? Qual curso você pretende fazer? Conte para a gente aqui nos comentários!

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário