Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Sabe quanto ganha um pedagogo no país? Descubra agora mesmo

Pedagogia é uma área que não para de crescer no Brasil. Não é para menos: as boas oportunidades de trabalho pipocam de norte a sul, o mercado de trabalho está sempre em busca de novos profissionais e dá para atuar em diversos segmentos.

 

O pedagogo é fundamental no desenvolvimento de projetos educacionais, de treinamento ou orientação, seja nas escolas, em empresas ou no serviço público. Pode também atuar em museus, bibliotecas e editoras de livros didáticos, apenas para citarmos algumas opções.

 

Além de estar entre as graduações mais procuradas do Brasil, Pedagogia também é campeã na modalidade de ensino a distância.

 

O que provoca a curiosidade de muita gente é: qual o motivo para tamanho sucesso? Vale a pena fazer o curso? Quanto, afinal, ganha um pedagogo no Brasil?

 

A resposta você vê a seguir!

 

 

Quanto ganha um pedagogo no país

O salário do pedagogo no Brasil pode variar bastante de acordo com o tempo de experiência do profissional, tipo de local onde ele trabalha, cargo que ocupa, se está no serviço público ou privado e por aí adiante.

 

A média salarial desse profissional pelo país ainda é baixa. Por mês, um pedagogo embolsa mais ou menos R$ 1.706, segundo dados do Guia de Profissões e Salários da Catho.

 

Os mesmos dados indicam também que as maiores médias salariais estão nos estados da Bahia (média de R$ 2.219) e do Rio de Janeiro (R$ 2.200). Em São Paulo, os valores ainda estão abaixo da média nacional, ficando pouco acima de R$ 1.600.

 

No entanto, a profissão é bastante diversificada e oferece ao pedagogo diversos ramos de atuação – o que amplia bastante a possibilidade de ganhar salários maiores.

 

De acordo com a Catho, temos os seguintes cargos com salários acima da média nacional:

  • Gerente Pedagógico: R$ 4.052
  • Consultor Pedagógico: R$ 3.232
  • Supervisor Pedagógico: R$ 3.104
  • Coordenador Pedagógico: R$ 2.574
  • Analista Pedagógico: R$ 2.164
  • Orientador Educacional: R$ 2.094
  • Pedagogo Empresarial (responsável por treinamentos corporativos): R$ 1.726

 

 

Melhores salários para pedagogo no Brasil

Quem quer ganhar bem na área de Pedagogia precisa investir pesado em atividades de direção e gestão de pessoas – essas são as áreas que tradicionalmente pagam melhor e devem continuar assim por um bom tempo.

 

Diretores pedagógicos são aqueles que coordenam, planejam e acompanham todos os passos de uma equipe pedagógica. Sob sua responsabilidade está a administração geral de uma instituição de ensino, desde a definição do calendário escolar até os próximos passos estratégicos.

 

Segundo dados do Banco Nacional de Empregos (BNE), o salário de um diretor escolar com bastante experiência e bem posicionado no mercado pode ultrapassar os R$ 17 mil!

 

Na Catho, a média salarial para cargos de direção pedagógica também é alta, chegando a quase R$ 11 mil.

 

 

Salário do pedagogo por tempo de serviço

Segundo o BNE, o salário de quem ocupa o cargo de pedagogo pode variar de R$ 1.100 a R$ 4.800, dependendo do tempo de atuação e do porte da empresa onde o profissional trabalha.

 

As variações salariais são as seguintes:

  • Recém-formado: de R$ 1.100 a R$ 2.000
  • De 2 a 4 anos de experiência: de R$ 1.500 a R$ 2.500
  • De 4 a 6 anos de experiência: de R$ 1.800 a R$ 3.000
  • De 6 a 8 anos de experiência: de R$ 2.300 a R$ 3.800
  • Mais de 8 anos de experiência: de R$ 2.800 a R$ 4.800

 

Os valores podem variar também de acordo com o tipo de atividade exercida pelo pedagogo – e as responsabilidades que ele acumula. Veja alguns exemplos de salários médios e máximos em diferentes áreas:

 

Consultor pedagógico

  • Salário médio: R$ 4.700
  • Máximo: R$ 11.800

 

Supervisor pedagógico

  • Salário médio: R$ 4.400
  • Máximo: R$ 11.100

 

Encarregado pedagógico

  • Salário médio: R$ 4.300
  • Máximo: R$ 11.000

 

Orientador pedagógico

  • Salário médio: R$ 3.000
  • Máximo: R$ 6.000

 

Auxiliar pedagógico

  • Salário médio: R$ 1.900
  • Máximo: R$ 3.000

 

 

Sobre o curso de Pedagogia

Com 655 mil alunos matriculados atualmente, de acordo com o mais recente Censo da Educação Superior, o curso de Pedagogia ocupa o terceiro lugar na preferência de estudantes de todo o Brasil. Fica atrás apenas de Direito e Administração, para você ter ideia.

 

Tamanha procura deve-se, em parte, à grande oferta de empregos na área. Embora as médias salariais não sejam tão altas, é difícil encontrar um pedagogo sem emprego por aí.

 

Escolas públicas e privadas nas cinco regiões estão sempre contratando. A oferta de concursos públicos é alta e é possível encontrar vagas especialmente nas regiões mais remotas e carentes do Brasil.

 

Um dos grandes diferenciais do curso é poder ser feito tanto a distância quanto presencialmente. Na modalidade EAD, aliás, Pedagogia reina absoluto, com mais de 340 mil matriculados. Entenda melhor como funciona esse formato a seguir.

 

Como funciona o curso de Pedagogia a distância

Muita gente desconfia se dá para estudar Pedagogia a distância. Isso porque, embora já seja bastante popular, nem todo mundo entende como se dá o aprendizado por meio de um computador – o que é perfeitamente normal.

 

Na verdade há um imenso aparato tecnológico que ajuda o aluno a aprender tudo o que é necessário para ser um bom profissional.

 

O curso de Pedagogia a distância conta com um ambiente virtual de aprendizagem, acessado pela internet, onde o aluno encontra aulas em vídeo, textos, documentos, imagens, gráficos e animações que formam o conteúdo teórico de cada disciplina.

 

A parte de interação é composta por ferramentas de chats, fóruns e trocas de mensagens. Cada curso tem uma série de monitores, tutores e professores que trabalham o tempo todo para tirar dúvidas dos alunos e ajudá-los em questões didáticas e operacionais.

 

Os inscritos na modalidade EAD têm que fazer trabalhos e provas como nos cursos superiores tradicionais.

 

Embora parte do conteúdo possa ser aprendida a distância, o MEC estabelece uma carga horária mínima para atividades presenciais obrigatórias. Esses momentos são usados para realizar atividades em laboratório, apresentar provas e trabalhos.

 

As faculdades são livres para oferecer cursos que tenham uma carga maior de atividades presenciais (os chamados “semipresenciais”), que podem envolver encontros semanais (a frequência varia entre as instituições).

 

A grande vantagem dos cursos a distância é permitir ao aluno flexibilidade para conciliar os estudos com atividades do dia a dia. O diploma não tem diferença daquele obtido em cursos presenciais – desde que, claro, a instituição tenha autorização do MEC para oferecer o curso.

 

Outra vantagem é o preço: além de mensalidades mais em conta, os alunos ainda poupam dinheiro com deslocamentos!

 

Onde estudar Pedagogia a distância

No Brasil há 126 instituições que oferecem o curso de Pedagogia a distância – 46 públicas e 80 particulares.

 

Essas universidades pode oferecer a graduação em praticamente qualquer lugar do Brasil, desde que tenham um polo de apoio presencial com a infraestrutura necessária no local.

 

Conheça a seguir algumas instituições bem avaliadas pelo MEC onde é possível encontrar o curso de Pedagogia a distância:

 

Veja também:

Descubra quanto sai uma faculdade de Pedagogia

 

O que achou da média salarial dos pedagogos no Brasil? Está pensando em seguir esta carreira? Conte para a gente nos comentários!

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário