Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Descubra quanto ganha um arquiteto

Curioso(a) para saber quanto ganha um arquiteto? Neste artigo, você descobre o salário desses profissional e quais são suas áreas de atuação, confira!

O que faz um arquiteto?

Os arquitetos – também conhecidos como arquitetos urbanistas – são os profissionais que criam e executam projetos de arquitetura, urbanismo e paisagismo em ambientes interiores e exteriores, de acordo com as exigências culturais, econômicas, estéticas, técnicas, ambientais e de acessibilidade dos usuários.

Em seus projetos, os arquitetos devem levar em consideração ainda os fatores de custo, de durabilidade, de manutenção e de especificações, além dos regulamentos legais. Esses profissionais também podem desenvolver projetos voltados para a conservação e a valorização do patrimônio construído, a proteção do equilíbrio do ambiente natural e a utilização racional dos recursos disponíveis.

Entre as atividades desenvolvidas pelos arquitetos, listadas no Classificação Brasileira de Ocupações (CBO), estão:

  • Elaborar planos e projetos associados à arquitetura em todas as suas etapas, definindo materiais, acabamentos, técnicas, metodologias, analisando dados e informações;
  • Fiscalizar e executar obras e serviços, desenvolvem estudos de viabilidade financeira, econômica, ambiental;
  • Prestar serviços de consultoria e assessoramento;
  • Estabelecer políticas de gestão.

Quanto ganha um arquiteto?

Segundo as últimas informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), consultadas pelo site Salario.com.br, a média salarial de um arquiteto urbanista no Brasil é de R$ 5.992,82.

Considerandos os profissionais com carteira assinada em regime CLT, a faixa salarial dos arquitetos fica entre R$ 5.469,58 (média do piso salarial), R$ 6.000,00 (salário mediana da pesquisa) e R$ 13.207,50 (teto salarial).

Para os recém-formados na área, o média salarial é de  R$ 4.741,44 mensais. O setor público é o que apresenta a maior média salarial, R$ 7.505,63, cerca de 20% maior do que a média do setor privado.

  • Arquiteto de edificações: R$ 5.860,51.
  • Arquiteto de interiores: R$ 4.723,75.
  • Arquiteto de patrimônio: R$ 5.388,09.
  • Arquiteto paisagista: R$ 3.127,12.

Quais as áreas de atuação da Arquitetura?

É comum que os arquitetos trabalhem em escritórios de arquitetura, construtoras, instituições ligadas ao patrimônio histórico ou da área ambiental e consultorias. No setor público, eles podem atuar no planejamento urbano, departamento do engenharia, companhias de saneamento, entre outros.

As principais áreas de atuação da arquitetura são urbanismo, edificações, paisagismo, arquitetura de interiores, restauração de edifícios, comunicação visual, luminotécnica, arquitetura industrial e arquitetura verde.

Como é o curso de Arquitetura?

Para se tornar um arquiteto, é preciso cursar a graduação de Arquitetura e se credenciar no Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU). O curso de Arquitetura – também encontrado com o nome de Arquitetura e Urbanismo – tem duração de 5 anos e pode ser encontrado no formato presencial e a distância.

Segundo as Diretrizes Curriculares do Ministério da Educação (MEC), o curso de Arquitetura habilita profissionais a compreender e traduzir as necessidades de indivíduos, grupos sociais e comunidade, com relação à concepção, organização e construção do espaço interior e exterior.

A grade curricular é composta pelos núcleos de Conhecimentos de Fundamentação e de Conhecimentos Profissionais. Veja abaixo algumas disciplinas: 

  • Arquitetura de Interiores e Ergonomia;
  • Arquitetura do Efêmero, Cenografia e Comunicação Visual;
  • Conforto Ambiental – Calor;
  • Conforto Ambiental – Iluminação;
  • Conforto Ambiental – Acústica;
  • Cálculo Integral e Diferencial;
  • Desenho Arquitetônico;
  • Desenho Informatizado;
  • Estética e História da Arte;
  • História e Teoria da Arquitetura Brasileira;
  • História e Teoria da Arquitetura e Urbanismo;
  • Instalações Prediais – Elétrica e Complementares;
  • Instalações Prediais – Hidráulica;
  • Materiais de Construção e Tecnologias;
  • Mecânica dos Solos Aplicada à Arquitetura;
  • Meios de Expressão e Representação;
  • Paisagismo;
  • Patrimônio Histórico e Técnicas Retrospectivas;
  • Planejamento e Gestão de Obras, Qualidade e Segurança na Construção Civil;
  • Planejamento Urbano;
  • Prática Profissional e Legislação;
  • Resistência dos Materiais e Estabilidade das Construções;
  • Saneamento e Meio Ambiente;
  • Sistemas Estruturais – Concreto;
  • Sistemas Estruturais – Metálicas e Madeira;
  • Topografia Aplicada à Arquitetura.

Para se formar, o estudante precisa apresentar seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e cumprir a carga horário prevista de estágio supervisionado, obrigatório em muitas instituições.

Onde cursar Arquitetura pagando menos?

Se interessou pela carreira de arquiteto(a)? Caso pense em ingressar no curso de Arquitetura, é essencial que, além de escolher o curso ideal, você pesquise mais sobre a instituição que pretende ingressar e veja suas avaliações no Ministério da Educação (MEC).

Existem instituições particulares que oferecem ótimos descontos em suas mensalidades e ingresso sem burocracia, com ou sem a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Confira algumas instituições bem reconhecidas pelo MEC para você estudar Arquitetura, no ensino presencial ou a distância, pagando menos:

Veja também: Saiba tudo sobre o curso de Arquitetura EAD 

E você, já sabe onde cursar Arquitetura? Compartilha com a gente nos comentários abaixo!

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário

Descubra a faculdade certa para você!