Olá! Quer uma ajudinha para descobrir sua faculdade ideal?

Fale com a gente

Como funciona
  1. Busque sua vaga

    Compare preços e escolha a vaga que cabe no seu bolso.


  2. Garanta sua vaga

    Pague a adesão para garantir sua vaga.


  3. Estude pagando menos

    Aí é só fazer o processo seletivo e a matrícula na faculdade.


Carreiras

Metaverso: entenda o que é, como funciona e como entrar

22 de dezembro de 2022
Imagem do autor
Escrito porLucas Loconte

Desde que o Facebook mudou seu nome para “Meta” em outubro de 2021 o tema “Metaverso” tem sido muito debatido e comentado. Mas você já entendeu do que essa realidade se trata? Vamos entender nesse texto cada aspecto do Metaverso e como ele pode colaborar para a sociedade. 

Encontre bolsas de estudo de até 80%

O metaverso é muito mais que distopia e papo de nerd: é uma realidade cada vez mais próxima e que pode transformar diversas áreas da nossa sociedade, diminuindo distâncias e tornando tudo ainda mais virtual.

O que é Metaverso?

Metaverso vem da junção do sufixo “meta” com a palavra “universo”. Meta, em grego, significa algo que está entre duas coisas, no meio. Metaverso se refere, então, a um universo que está entre a realidade e a tecnologia.

O metaverso é um ambiente coletivo virtual, em que as pessoas podem realizar ações coletivamente dentro do mundo tecnológico. De maneira simplificada, o metaverso é na realidade algo muito parecido com o que já vemos agora: um mundo em que as pessoas conseguem comprar, conversar, se relacionar, trabalhar, tudo fora da “realidade”, e dentro da “virtualidade”.

Porém, o que o metaverso promete, por exemplo, é ainda mais “real” do que o que vivemos hoje. Se, ao fazermos uma compra online, acessamos um site da loja e recebemos o produto em casa, o metaverso promete a possibilidade de você ir até a loja de forma virtual, comprar como se estivesse lá, e receber em casa.

Como funciona o Metaverso?

O Metaverso funciona por meio do conceito de realidade aumentada (VA) que combina elementos do virtual com o real, como era no jogo Pokemon Go. 

Além disso, o metaverso trabalha com a Realidade Virtual (VR) em que existe um mundo 3D em que as pessoas conseguem se ver dentro da virtualidade.

Para existir no metaverso, serão utilizados equipamentos já conhecidos, como óculos, redes sociais e criptomoedas.

Realidade Virtual

No metaverso, a realidade é virtual, ou seja, as pessoas entram dentro da tecnologia, em vez de a tecnologia integrar o mundo humano. Então, nele existe um cenário virtual, em que as pessoas entram e podem interagir e realizar diversas ações.

Interatividade

Um conceito fundamental do metaverso é a interatividade, ou seja, é possível que além de as pessoas estarem no mundo virtual, que elas também possam agir e interagir dentro dele. Tanto interagir com objetos, tocá-los, vê-los, quanto com pessoas, conversando e trocando experiências.

Incorporeidade

A incorporeidade é outro conceito importante do metaverso, em que as pessoas conseguem superar seus corpos físicos: elas assumem a forma de avatares, e transpõem barreiras físicas.

Persistência

A persistência é uma característica do metaverso, em que as diferentes tecnologias convergem para tornar a realidade possível.

O que acontece no Metaverso?

Várias barreiras são superadas no metaverso, e ele tem a capacidade de revolucionar diversas profissões. A medicina é uma delas, que, com o metaverso, pode realizar procedimentos físicos e complexos à distância, como cirurgias. 

Outra possibilidade é estudar em grandes instituições estrangeiras sem ter que necessariamente se mudar para lá. Além disso, é possível fazer visitas a museus e locais turísticos sem viajar.

Você pode estar no seu jantar de família sem necessariamente estar presente no mesmo local com seus familiares.

E também é possível ter a presença de pessoas distantes em locais cada vez mais diversos, diminuindo as distâncias entre as pessoas.

Como entrar  no Metaverso?

Uma forma de entrar no metaverso atualmente é pela plataforma Roblox pelo computador. Lá, você consegue jogar dentro de uma realidade virtual. Outras plataformas que também estão funcionando no metaverso são Descentraland (MANA), em que você pode jogar, interagir e comprar com a criptomoeda MANA. Outra plataforma é a Sandbox (SAND) em que você também consegue jogar e comprar com a criptomoeda SAND.

Qual é a relação do metaverso com o mercado de investimentos?

No metaverso, as compras são feitas com criptomoedas, o que tem despertado o interesse de investidores e do mercado financeiro. Hoje, há muitas pessoas que investem grandes quantias em criptomoedas apostando que, quando o metaverso se tornar popular para todos, elas se valorizem muito mais. 

Criptomoedas

Você pode estar se perguntando: como comprar coisas no metaverso se não é possível levar objetos materiais para lá? As compras no metaverso são feitas pelas criptomoedas, que são moedas digitais. A mais famosa delas é o bitcoin.

Token Digital

Token Digital é um criptoativo, ou seja, uma conta bancária virtual, que só ela te dá acesso a compras e a criptomoedas. Quando o token tem sua própria rede, ele se torna uma criptomoeda, como o bitcoin, entre outros.

NFTs

Um conceito que também surge com o metaverso é o de NFTs, ou Token Não Fungíveis, ou seja, algo que não se mistura. Assim, as NFTs seriam moedas digitais que não poderiam ser trocadas por outras, o que as torna ainda mais únicas e valiosas.

Empresas que investem no Metaverso

Facebook

Recentemente o Facebook alterou seu nome para Meta, por acreditar que esse será o futuro da tecnologia no mundo. Nesse sentido, a empresa afirma ter investido US$ 50 milhões para criar seu próprio Metaverso. O planejamento da Meta é criar dois universos digitais nos próximos dois anos e as aplicações para esses universos serão desenvolvidas entre 2031 e 2036.

Microsoft

Outra gigante da tecnologia, uma das empresas mais antigas nesse setor e de maior influência no mundo, não poderia ficar de fora das inovações que se apresentam no horizonte. A plataforma criada por ela é chamada Mesh, lançada no início de 2021. Uma das funcionalidades que chamam a atenção é a possibilidade de uso de hologramas para realização de reuniões. Acompanhando as movimentações nas tendências, lançou para o Teams, seu software para comunicação corporativa, os avatares, para serem usados em reuniões online.

Nvidia Omniverse

Focado em um ambiente colaborativo, a Nvidia Omniverse é uma plataforma que permite que diversos profissionais, como artistas e designers, possam trabalhar juntos no desenvolvimento de metaversos, onde simulações podem ser feitas.

Nike

Para encontrar seu espaço nesse mercado, a Nike adquiriu uma startup focada em NFT’s de moda. Além disso, criou dentro do jogo Roblox o espaço chamado Nikeland.

Banco do Brasil

O Banco do Brasil teve uma proposta peculiar ao levar seu espaço para dentro do GTA, jogo bastante conhecido mundialmente onde um personagem vive a história em uma cidade, cumprindo suas missões. Agora, o personagem pode abrir uma conta bancária para si e até mesmo trabalhar na agência, como abastecedor de caixa.

Itaú

O Banco Itaú tomou sua ideia, pensada originalmente para ser vista apenas presencialmente, e a levou para dentro do campo não material. Em uma plataforma no servidor roleplay da Outplay, criou um outdoor com a campanha #2022EmUmaPalavra. A campanha busca motivar o seu público, principalmente gamers, a desejarem um novo ciclo e refletirem sobre o que desejam.

Renner

A Renner também levou sua campanha para dentro do mundo digital, mas nesse caso foi uma campanha publicitária, com as roupas de sua nova coleção. As peças da moda primavera-verão poderiam ser experimentadas no Decentraland. Uma atitude inovadora.

Lumx Studios

Uma startup brasileira, a Lumx Studios desenvolve seu primeiro projeto voltado para o metaverso, chamado 55Unity. A plataforma se desenvolve ao redor de uma história contada no cenário brasileiro. O objetivo é recuperar objetos históricos do Brasil e transpô-los para o metaverso, após um ambiente físico ter sido mal cuidado por seus habitantes.

Metaverso no Brasil

No Brasil, o metaverso está chegando por iniciativa das startups. Em janeiro de 2022 a empresa Beupse anunciou o primeiro metaverso inteiramrnte brasileiro, o Bit.Land, que funcionaria como uma espécie de shopping virtual.

No Brasil, um estudo do Instituto Kantar Ibope Media calcula que aproximadamente 6% dos brasileiros já estão no metaverso de alguma forma, o que totaliza cerca de 5 milhões de pessoas.

Se você gosta da área de tecnologia e quer estudar para trabalhar no metaverso ou com criptomoedas, talvez o ideal seja fazer uma faculdade na área. Conheça algumas universidades com bolsas de até 80% de desconto e de confiança:

Os mais lidos
Áreas da Tecnologia: veja as habilidades mais promissoras!

Áreas da Tecnologia: veja as habilidades mais promissoras!

Por Lucas Loconte em 27/01/2023
Júnior, pleno e sênior: entenda a diferença entre os cargos

Júnior, pleno e sênior: entenda a diferença entre os cargos

Por Amanda Nonato em 06/01/2023
Vale a pena fazer segunda graduação? Veja as possibilidades

Vale a pena fazer segunda graduação? Veja as possibilidades

Por Amanda Nonato em 26/09/2022
O que não fazer no EaD? 5 dicas para o ensino a distância

O que não fazer no EaD? 5 dicas para o ensino a distância

Por Amanda Nonato em 14/09/2022

Estude nas melhores sem sair de casa

As melhores faculdades com ofertas super especiais para você começar a estudar sem sair de casa.