Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Descubra se existe faculdade de Economia a distância

Sempre se interessou por números mas nunca teve tempo para investir em uma carreira? Descubra se existe faculdade de Economia a distância e saiba tudo que você precisa para investir nessa profissão!

Com a crise econômica ainda fresca em nossa memória, o papel do economista no mundo dos negócios nunca foi tão importante. O profissional que sabe lidar com os recursos financeiros e prever gastos e benefícios é fundamental para a saúde de uma empresa, colaborando para o avanço e crescimento de qualquer instituição.

Além dessa, a faculdade de Economia traz outras vantagens, como a possibilidade de atuar  em praticamente qualquer segmento, nacional ou internacional. A lista de de oportunidades no mercado de trabalho é extensa!

Se você tem facilidade em lidar com números, e já pensou em fazer algum curso relacionado, mas tempo sempre foi um problema, que tal estudar Economia EAD? O curso de Economia a distância oferece flexibilidade não só de tempo, mas também nos valores!

Quer saber mais sobre como funciona a faculdade de Economia a distância e todas as possibilidades que ela pode oferecer? Confira o conteúdo que preparamos para você!

O que é e como funciona o curso de Economia EAD?

Oficialmente chamada de Ciências Econômicas, o curso de Economia EAD oferece um diploma de bacharelado e tem duração média de 4 anos. Em um equilíbrio entre Exatas e Humanas, o curso prepara o estudante para entender o mercado, antecipar tendências e traçar planos de ação mais efetivos.

A grade curricular de uma faculdade de Economia a distância é muito similar a do curso presencial, oferecendo matérias que abordam desde o aspecto sociocultural da Economia até assuntos mais práticos, como matemática aplicada e estatística.

A grade curricular pode mudar dependendo do instituto, porém, separamos algumas matérias que provavelmente você encontrará em um curso de Economia EAD:

  • Administração de Recursos Humanos
  • Administração Financeira e Orçamentária
  • Análise das Demonstrações Contábeis
  • Análise de Projetos e Investimentos
  • Comércio Exterior
  • Conjuntura Econômica
  • Contabilidade Social
  • Demonstrações Financeiras Básicas
  • Direito Aplicado aos Negócios
  • Direito Econômico
  • Econometria
  • Economia
  • Economia Brasileira
  • Economia Internacional
  • Evolução do Pensamento Econômico
  • Finanças Empresariais
  • Formação Econômica do Brasil
  • Macroeconomia
  • Mercado de Capitais
  • Metodologia Econômica
  • Microeconomia

A principal diferença entre o curso presencial e o EAD é que no curso a distância, uma parte das aulas será oferecida em um ambiente digital, precisando apenas de um dispositivo móvel ou um computador, e internet para assistir às aulas.

Nessa plataforma digital, o aluno tem acesso a aulas gravadas, fóruns, materiais de apoio, chats e meios de contato com tutores, professores e outros colegas de classe. Dessa forma, o estudante pode estudar onde, quando e como puder.

É importante ressaltar que o curso exige algumas atividades presenciais, como provas finais e trabalho de conclusão de curso. Por isso, atente-se para escolher um instituto que possua uma unidade próxima da sua cidade.

Como é o mercado de trabalho para quem se forma em Economia?

Quem escolhe se formar em Economia possui uma lista quase ilimitada de funções que pode exercer no mercado de trabalho. Seja nacional ou internacional, privado, público ou acadêmico, o economista possui muitas oportunidades ao seu dispor.

De acordo com uma pesquisa feita pela Catho em 2015, a média salarial nacional para esse profissional é de R$ 3,6 mil, podendo chegar a R$ 40 mil em cargos de diretoria. As instituições que mais oferecem vagas para economista são:

  • Bancos privados
  • Empresas de consultoria, auditoria e arbitragem
  • Órgãos públicos
  • Seguradoras e corretoras
  • Instituições de ensino e pesquisa
  • Indústrias
  • Empresas de assessoria e perícia

Um profissional formado em Economia estará pronto para atuar nas seguintes funções:

  • Estudar a produção e distribuição de bens e serviços.
  • Analisar o mercado e os preços de produtos e serviços.
  • Elaborar planos de investimento.
  • Elaborar planos de negócio, auxiliando nas decisões sobre alocação de recursos e otimização de resultados.
  • Ajudar a formar, ampliar e preservar o patrimônio de empresas e pessoas.
  • Analisar o mercado internacional e acompanhar operações de exportação e importação.
  • Certificar contas e controlar o cumprimento de contratos e convênios em instituições públicas ou privadas.
  • Trabalhar na bolsa de valores.
  • Planejar a política econômica em âmbito municipal, estadual ou nacional, elaborando orçamentos que atendam às ações programadas pelos governos.
  • Prestar consultoria.

O economista pode ainda optar por uma carreira acadêmica, tanto dando aulas como realizando pesquisas e estudos sociais.

Meu diploma vai valer menos por eu ter feito um curso EAD?

De forma alguma! O diploma conquistado na faculdade de Economia a distância tem o mesmo valor de um curso realizado presencialmente. A única preocupação que o aluno deve ter é a de escolher um instituto que seja certificado pelo MEC.

Tanto cursos presenciais quanto os a distância precisam ser aprovados pelo Ministério da Educação (MEC) para serem considerados legais no mercado do trabalho. Portanto, lembre-se de verificar se a faculdade escolhida está dentro das normas legais necessárias.

Quais são os institutos que oferecem o curso de Economia a distância?

Separamos uma lista com algumas faculdades que além de serem aprovadas pelo MEC, também aceitam programas como ProUni e Fies, facilitando ainda mais sua decisão de fazer um curso superior.

Veja também:

Melhores cursos de Economia a distância

O que faz um economista?

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário