Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Conheça o curso técnico de Segurança do Trabalho a distância

O curso de Segurança do Trabalho é a sua escolha? Então conheça todos os detalhes dessa carreira e informações sobre como se formar estudando a distância.

Você gostaria de saber como se previne incêndios? Já pensou em atuar cuidando da segurança dos trabalhadores e identificando riscos de acidentes em uma indústria ou empresa?

Se você respondeu “sim” para alguma (ou várias) dessas perguntas, tem um ótimo perfil para o curso de Segurança do Trabalho.

Saiba que os acidentes de trabalho no Brasil ainda são muito frequentes e geram diversos prejuízos para trabalhadores e empresas. Por esse motivo, o mercado possui muitas oportunidades para o profissional da Segurança do Trabalho.

Vamos conhecer os detalhes desse curso? Você já sabe quais as matérias estudadas, os ramos de atuação, o salário ou mesmo onde estudar? Continue lendo e descubra tudo isso!

Como é o curso técnico de Segurança do Trabalho EAD

O objetivo geral do curso técnico de Segurança do Trabalho é formar um profissional que domine técnicas de prevenção da saúde do trabalhador, identificando riscos ao profissional e apresentando soluções.

A duração total do curso pode variar, mas possui uma duração média de 18 meses (1 ano e meio), dependendo da instituição em que você se matricular.

Pelo sistema EAD, o aluno tem acesso ao conteúdo do curso na internet e precisa comparecer à sede da instituição apenas em alguns momentos específicos, para realizar provas ou participar de palestras.

O que se estuda no curso técnico de Segurança do Trabalho

As disciplinas presentes no curso de Segurança do Trabalho estão focadas no aprendizado das principais técnicas e procedimentos da área. Apesar disso, também haverá matérias mais amplas em que serão estudadas algumas questões de administração, saúde, ergonomia e direito.

É importante que você saiba que algumas matérias podem variar de uma instituição para a outra, mas no geral existe uma base de disciplinas fixa, que inclui as seguintes matérias:

  • Acidente do Trabalho e Primeiros Socorros
  • Combate a Incêndios
  • Desenho Técnico
  • Doenças Ocupacionais
  • Economia e Mercados
  • Equipamento de Proteção
  • Ética e Relações Humanas no Trabalho
  • Gestão de Riscos Ambientais e Ocupacionais
  • Higiene Ocupacional e Ergonomia
  • Legislação e Normas da Segurança do Trabalho
  • Mapeamento e Administração em Emergências
  • Meio Ambiente
  • Plano de Trabalho
  • Projetos e Sistemas de Segurança

Como é o mercado de trabalho para o técnico em Segurança do Trabalho

No passado, o profissional da Segurança do Trabalho não era muito valorizado pelo mercado. Porém, essa situação mudou muito, pois evitar acidentes que manchem a reputação da empresa passou a ser prioridade em várias instituições.

As empresas não desejam aparecer em notícias de jornais que mostram acidentes de trabalho, por isso os técnicos de segurança são muito valorizados.

Além dessa valorização do mercado, existe também uma lei que obriga algumas empresas a possuir um profissional na área, o que aumenta ainda mais as chances de emprego.

Em resumo, o profissional da Segurança do Trabalho pode atuar em:

  • Empresas privadas de diversas naturezas;
  • Empresas de grandes empreendimentos, como eletricidade, saneamento, ferrovias, aeroportos, portos marítimos e fluviais;
  • Hospitais;
  • Shopping centers;
  • Obras de engenharia civil, mecânica, elétrica e industrial.

Quanto ganha um técnico em Segurança do Trabalho

A média de salário para esse profissional, segundo o site Love Mondays, é de cerca de R$ 3.100, mas pode variar entre R$ 1.000 e R$ 11.000, dependendo do tamanho da empresa, da região e do tempo de serviço.

Curso técnico em Segurança do Trabalho x Curso superior tecnológico em Segurança do Trabalho

O curso técnico em Segurança do Trabalho tem como grande vantagem o fato de ser mais um pouco mais rápido.

Contudo, se você ainda não começou a fazer o curso e está em fase de pesquisas para tomar sua decisão, o melhor caminho seria fazer o curso superior tecnológico em Segurança do Trabalho.

A grande diferença é que, ao escolher a segunda opção, você terá um diploma de curso superior, algo que o curso técnico não te oferece. Assim, as médias salariais e as oportunidades de emprego também aumentam muito.

Onde cursar Segurança do Trabalho

Agora que você já conhece os detalhes sobre a carreira em segurança do trabalho, precisa estar atento à escolha da instituição em que você irá fazer o curso.

Dentre as diversas instituições, selecionamos algumas que são reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC. Todas elas participam de programas de bolsas de estudo e de financiamento estudantil (inclusive ProUni e FIES), além de trabalharem com descontos, convênios e parcelamento das mensalidades. Confira:

Uma vantagem importante é que, além do curso tecnológico de Segurança do Trabalho presencial, essas faculdades também oferecem o curso a distância, o que pode ser ideal para quem tem dificuldade de encaixar os estudos em sua rotina.

Veja também:

Qual é o salário de Segurança do Trabalho?

Tudo o que precisa saber sobre tecnólogo em Segurança do Trabalho

Agora que você já sabe tudo sobre a carreira em segurança do trabalho, já decidiu se quer fazer o curso técnico ou curso superior? Já sabe onde quer estudar? Divida seus planos e ideias com a gente deixando um comentário abaixo!

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário