dcsimg

Prouni e FIES para EAD

(0.0 de 0)

Conheça os programas do governo para bolsas e financiamentos, o ProUni e o FIES, e veja qual deles você pode usar em curso a distância!

prouni-fies

Os programas de bolsa e financiamento para o EAD

Alunos que optam por fazer uma graduação a distância costumam ter dúvidas a respeito dos programas de bolsas e financiamento promovidos pelo Governo Federal, como o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES). Primeiramente, você deve entender o que é cada um desses programas e se eles são aplicados para beneficiar os alunos que escolhem fazer uma faculdade na modalidade de Ensino a Distância (EAD).  

O que é o ProUni?

O ProUni é o programa do Ministério da Educação (MEC) que disponibiliza bolsas parciais e integrais para estudantes brasileiros em faculdades particulares. O ProUni tem bolsas de estudos em cursos presenciais e a distância. 

Para se inscrever no ProUni é preciso ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e ter obtido pelo menos 450 pontos nas provas objetivas (Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Linguagens e Matemática) e nota maior do que zero na prova de redação.

Além da nota no Enem, o aluno que deseja participar do programa de bolsas de estudo do governo deve atender a alguns requisitos referentes à renda familiar, como não ultrapassar três salários mínimos brutos mensais por pessoa.

As inscrições para o ProUni são gratuitas e o processo seletivo utiliza a nota do Enem como critério. São duas edições por ano, no primeiro e no segundo semestre. Saiba mais no site oficial do ProUni.

O que é o Fies?

O Fies é um programa de financiamento estudantil a juros baixos (6,5% ao ano) oferecido pelo Governo Federal para aqueles alunos que não tem condições de pagar pela sua graduação. Os  estudantes que concluíram o ensino médio a partir do ano de 2010 precisam ter participado do Enem e ter obtido pelo menos 450 pontos nas provas objetivas e nota maior do que zero na redação para se inscreverem no FIES. Além disso, também é preciso ter renda familiar bruta mensal de no máximo 2,5 salários mínimos por pessoa.

Por enquanto, o FIES só financia cursos superiores na modalidade presencial. O estudante de curso superior a distância que precisar de um empréstimo para pagar a faculdade pode recorrer ao crédito estudantil privado. Apesar de ter juros mais altos e prazo de pagamento mais curto, existem empresas de financiamento privado que oferecem crédito para cursos a distância.

Você pretende usar o ProUni para entrar em um curso superior a distância? Conte para a gente aqui nos comentários!

Deixe seu comentário:

Versão para impressão Informar erro

-

Novidades sobre EAD

Cadastre-se para receber nossa newsletter e acompanhe as últimas notícias sobre EAD: