Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Saiba tudo sobre o curso tecnólogo em alimentos EAD

Alimentos é o curso ideal para quem quer trabalhar numa das atividades industriais mais pulsantes do Brasil.

A formação é bem focada na prática profissional e, por isso, bastante valorizada.

O melhor de tudo é que Alimentos está se popularizando rapidamente e já pode ser encontrado em diversas faculdades.

Mas será que dá para fazer tudo isso sem sair de casa?

A seguir, saiba tudo sobre o curso tecnólogo em Alimentos EAD!

O curso de tecnólogo em Alimentos

Alimentos é um curso superior de tecnologia com três anos de duração, aproximadamente.

O objetivo da formação é preparar profissionais capazes de entender toda a cadeia de produção alimentícia, com foco no beneficiamento, industrialização e conservação de diferentes tipos de alimentos e bebidas. Trata também da gestão e acompanhamento de todos os inúmeros processos de produção.

Vai desde a análise dos componentes químicos e microbiológicos até o embarque de mercadorias prontas para comercialização, passando por controle de qualidade, análise de equipamentos, desenvolvimento de novos produtos e até estudo de tendências de mercado.

O Brasil, por ser um dos maiores produtores de alimentos do mundo, oferece um mercado bastante interessante a quem se forma na área.

Atualmente com 8 mil estudantes matriculados, pode ser encontrado em pouco mais de 80 faculdades. Curiosamente, a maior parte de sua oferta – quase 80% do total – está na rede pública de ensino, especialmente nos institutos federais de educação, ciência e tecnologia.

Mas será que dá para estudar Alimentos a distância? Confira a seguir!

O curso tecnólogo em Alimentos EAD

Dentre todas as faculdades que têm o curso de Alimentos, só uma oferece essa graduação na modalidade a distância: a Universidade Estadual do Maranhão (UEMA).

O curso está disponível apenas para quem mora ou pode se deslocar até a capital, São Luís, ou no município maranhense de São Bento. As vagas são distribuídas por meio de um vestibular próprio, realizado de tempos em tempos. O interessado deve acompanhar a divulgação dos editais na página da universidade.

Quais são então as alternativas para quem não mora nessas cidades e quer estudar a distância?

Bom, por sorte temos algumas bem interessantes, e com uma oferta maior de vagas no EAD.

Conheça:

  • Agronegócio – Neste tecnólogo, também com três anos de duração, a questão do alimento é tratada mais do ponto de vista da comercialização do que do beneficiamento. É a alternativa mais próxima para quem quer ingressar nesta área fazendo um curso de tecnologia a distância. Pode ser encontrado em cerca de 50 faculdades EAD pelo país.

  • Agronomia – Curso de engenharia com cinco anos de duração bastante ligado ao cultivo e manejo de alimentos, rebanhos e criações. Também trabalha em proximidade com a indústria alimentícia. É a alternativa mais indicada para quem quer desenvolver uma visão ampla na área, incluindo temas atuais como sustentabilidade e meios alternativos de cultivo. Pode ser encontrado em cerca de 20 faculdades a distância, sempre no formato semipresencial.

  • Nutrição – Esse é para quem gosta de conhecer a fundo as propriedades dos alimentos e as diferentes maneiras de prepará-los. É um curso tanto ligado à área de medicina e bem-estar quanto à indústria. Tem a vantagem de ser bem mais popular no formato a distância e é só um ano mais longo que Alimentos – com quatro anos no total e grau de bacharelado. Está disponível em cerca de 40 faculdades.

  • Engenharia de Alimentos – O bacharelado tem duração de cinco anos e exige bastante dedicação dos alunos em disciplinas que envolvem matemática, química, física e biologia. Por outro lado, é bem mais amplo que Alimentos e abre um leque maior de atuação no setor, especialmente em atividades relacionadas a gestão. Por ora, pode ser feito a distância em apenas cinco faculdades, todas na rede privada de ensino. O curso é realizado no formato semipresencial, com parte dos estudos online e uma boa carga de encontros presenciais.

Quanto custa estudar Alimentação e cursos similares no EAD

Bom, como você pode ver acima, o curso de Alimentos a distância tem um alcance pequeno por enquanto, somente em território maranhense.

Se você quiser realmente fazer essa graduação, terá de encarar o modelo presencial. Nas faculdades privadas eles custam, em média, entre R$ 550 e R$ 1.100 por mês.

Para quem quer estudar a distância, as saídas são essas:

Engenharia de Alimentos e Agronomia, ambos semipresenciais, têm valores equivalentes, variando entre R$ 450 e R$ 900 mensais, aproximadamente.

Já Agronegócio a distância é o mais em conta. Sabendo procurar, é possível encontrar faculdades com mensalidades entre R$ 250 e R$ 380, enquanto Nutrição EAD sai por R$ 450, podendo variar para mais ou para menos, dependendo da faculdade.

O bom é que para todos esses cursos você pode tentar uma bolsa integral ou parcial do ProUni. Para isso é preciso obter uma boa pontuação no Enem mais recente e atender a todos os critérios de participação determinados pelo MEC (desempenho, renda, formação escolar). São duas seleções por ano, com inscrições gratuitas.

Onde fazer um curso na área de Alimentos

Fazer um curso a distância impõe um desafio: é preciso escolher uma boa faculdade para ter um diploma bem aceito em meio a tanta concorrência.

Por isso é tão importante saber procurar. Primeiro de tudo, verifique se a instituição é reconhecida e bem avaliada pelo MEC.

Depois, se a estrutura, a grade curricular e a dinâmica do curso atendem às suas expectativas.

Se você ainda não sabe por onde começar, a gente aponta alguns caminhos. Abaixo listamos algumas boas faculdades onde encontramos cursos EAD relacionados à área de alimentos, especialmente os de Agronomia, Agronegócio e Nutrição:

Veja também:

Saiba tudo sobre a faculdade de Agronomia a distância

E aí, qual seria sua escolha? Alimentos, Agronegócio, Agronomia, Engenharia de Alimentos ou Nutrição? Conte para a gente nos comentários!

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário