Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Descubra se vale a pena fazer um curso semipresencial

A tecnologia nos permite estudar de diversas formas. Há quem prefira fazer um curso a distância, quem não abra mão do modelo tradicional ou aqueles que preferem um pouco de cada.

Por isso os cursos semipresenciais são tão legais. Eles têm o melhor do EAD e do presencial em uma dinâmica de estudos muito interessante.

E tem muito curso semipresencial pelo Brasil – da área de humanas à de exatas, com preços acessíveis e diploma reconhecido.

Descubra se vale a pena fazer um curso semipresencial, quais são as faculdades que oferecem essa opção e quais cursos podem ser encontrados nesse formato.

Vale a pena fazer um curso semipresencial?

Os cursos semipresenciais oferecem uma maneira híbrida de estudar.

O aluno dessa modalidade estuda boa parte da semana, de casa ou do trabalho, usando um computador conectado à internet.

Ele encontra todas as disciplinas e seus conteúdos em um ambiente virtual de aprendizagem. Aqui a forma de estudar é diferente, por meio de aulas em vídeo, acessando bibliotecas digitais, trocando ideia com professores, tutores e outros alunos, baixando arquivos, observando as pendências, lendo textos, interagindo com animações, etc.

Semanalmente ou quinzenalmente, em média, o aluno tem um encontro presencial. No polo de apoio ou unidade da faculdade, ele vai assistir aulas tradicionais, acompanhar videoconferências ao vivo, fazer atividades práticas em laboratórios, fazer trabalho em grupos, etc.

Os alunos do semipresencial são acompanhados por professores, tutores e outros colegas de turma, como se fosse uma faculdade tradicional.

A frequência de encontros varia bastante de acordo com a faculdade. Em algumas chega a ser duas vezes por semana!

Normalmente, o ritmo é mais puxado em graduações que têm uma carga horária de atividades práticas mais elevada, como é o caso, por exemplo, de Enfermagem, Arquitetura ou Nutrição.

O semipresencial também atrai cursos mais teóricos, como Pedagogia ou Administração, que podem ter uma carga de encontros menor – quinzenal ou até mensal.

Como o aluno precisará se deslocar com certa frequência, é preciso ficar atento à localização do polo.

Cursos semipresenciais reconhecidos pelo MEC conferem um diploma de nível superior válido no mercado de trabalho, tal qual os totalmente presenciais e os tradicionais.

Com o diploma será possível atuar na área escolhida, fazer pós-graduações ou tentar aquele concurso público que você tá de olho.

O que você acha? Vale a pena fazer um curso semipresencial?

Se ainda não está convencido(a), dê uma olhada nas opções disponíveis no tópico a seguir!

Cursos disponíveis no sistema semipresencial

Está pensando em fazer Engenharia? Tem no semipresencial! Arquitetura, Contabilidade, Farmácia ou Gastronomia? Tem também.

Tem muita opção de bacharelado, de tecnólogo e de licenciatura para fazer nesse formato.

De uma olhada em algumas opções que a gente encontrou:

  • Administração
  • Agronomia
  • Análise e Desenvolvimento de Sistemas
  • Arquitetura e Urbanismo
  • Biologia
  • Biomedicina
  • Ciências Contábeis
  • Comércio Exterior
  • Economia
  • Educação Física
  • Enfermagem
  • Engenharia Ambiental
  • Engenharia Civil
  • Engenharia da Computação
  • Engenharia de Produção
  • Engenharia Elétrica
  • Engenharia Mecânica
  • Estética e Cosmética
  • Eventos
  • Farmácia
  • Fisioterapia
  • Gastronomia
  • Geografia
  • Gestão Ambiental
  • Gestão Comercial
  • Gestão de Recursos Humanos
  • Gestão Hospitalar
  • Letras
  • Logística
  • Marketing
  • Nutrição
  • Pedagogia
  • Processos Gerenciais
  • Publicidade e Propaganda
  • Química
  • Radiologia
  • Redes de Computadores
  • Serviço Social
  • Serviços Jurídicos, Cartorários e Notariais

Vale a pena investir num curso semipresencial?

Você já viu que os cursos semipresenciais equilibram dois formatos de ensino, têm diploma reconhecido e uma ampla carta de opções à mão.

Agora vamos ver quanto custam!

Embora tenham uma carga elevada de encontros ao longo do semestre, a verdade é que as mensalidades dos cursos semipresenciais estão mais próximas dos totalmente a distância do que dos presenciais.

Sim, enquanto o aluno paga, em média, R$ 350 por um curso a distância, os semipresenciais dificilmente ultrapassam os R$ 450.

Os valores mudam de acordo com o curso. Na Cruzeiro do Sul Virtual, por exemplo, estudar Biomedicina semipresencial custa R$ 440. Já Gestão de Recursos Humanos sai por R$ 300 no mesmo formato.

Pesquise os valores nos polos ou diretamente nas faculdades onde você quer estudar.

Ah, e se precisar de bolsa de estudos, existem várias alternativas para conseguir uma.

O maior programa de bolsas de estudos do Brasil é o ProUni. Todos os semestres há diversas vagas em cursos semipresenciais de faculdades privadas bem avaliadas. Para tentar a sua é necessário ter feito o Enem mais recente e se enquadrar em alguns requisitos socioeconômicos determinados pelo MEC. A bolsa vai para quem tiver a maior nota nas provas. São duas seleções por ano.

Se quiser uma maneira menos complicada, tem as bolsas parciais oferecidas pelas próprias faculdades ou por sites parceiros. Nesse caso é preciso ficar atento à oferta, que varia de faculdade para faculdade.

Onde fazer um curso semipresencial

Os cursos semipresenciais estão disponíveis em centenas de faculdades pelo Brasil – especialmente nas particulares.

Se você vai começar a procurar agora, fique ligado nesta dica: escolha somente aquelas que são reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC.

No mercado de trabalho a concorrência é alta, e um bom diploma pode fazer a diferença para quem está começando!

A gente separou abaixo algumas faculdades para você conhecer. Além de bem avaliadas, têm cursos semipresenciais em todas as áreas do conhecimento e mensalidades bem interessantes.

Confira:

Veja também:

Saiba tudo sobre os cursos semipresenciais da Anhanguera

E aí, chegou a alguma conclusão se vale a pena fazer um curso semipresencial? Conte para a gente nos comentários!

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário