Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Veja todas as informações sobre a lista de espera do ProUni

Entenda como funcionam as inscrições e as chamadas da lista de espera do ProUni. Veja também outras opções para estudar com bolsa!

O Programa Universidade para Todos (ProUni) foi criado em 2004 pelo governo federal. A iniciativa concede bolsas de estudos parciais (50%) e integrais para alunos de baixa renda em instituições particulares de ensino superior.

Conseguir uma bolsa pelo ProUni pode ser difícil, mas ficar fora da primeira e da segunda chamadas não significa que suas chances estão esgotadas. É comum que alguns estudantes aprovados desistam da vaga ou não apresentem a documentação completa no prazo determinado. Com isso, algumas bolsas acabam não sendo distribuídas e voltam para o sistema.

Após a primeira e a segunda chamadas, existe a possibilidade de entrar na lista de espera do ProUni. Quer saber como funciona? Damos todas as informações abaixo.

O que é a lista de espera do ProUni

A lista de espera é a terceira e penúltima chance de conseguir uma bolsa pelo ProUni. Antes dela, existem as duas chamadas regulares. Depois, ainda existe a possibilidade de disputar uma bolsa remanescente.

Cronograma do ProUni

As inscrições para o ProUni são abertas nos meses de janeiro e junho. Para não perder nenhuma data importante, acompanhe as novidades no site oficial do programa, dentro do portal do Ministério da Educação (MEC).

Para se organizar, preste atenção às etapas do processo seletivo completo:

1. Publicação do edital do ProUni pelo MEC. É o documento oficial que detalha as datas e os critérios do processo seletivo.

2. Período de inscrições – dura, normalmente, 4 dias. As inscrições são feitas no site do ProUni.

3. Publicação do resultado da primeira chamada.

4. Período para que os convocados em primeira chamada apresentem seus documentos e efetuem matrícula nas universidades (duração de 10 dias, em média).

5. Publicação do resultado da segunda chamada.

6. Período para comprovação e matrícula dos convocados em segunda chamada (duração de uma semana, normalmente).

7. Abertura de inscrições para participar da lista de espera (duração de 2 dias).

8. Comprovação e matrícula de quem passou em lista de espera.

9. Abertura de inscrições para ocupar vagas remanescentes (cerca de 20 dias após a divulgação dos aprovados em lista de espera).

Como funciona a lista de espera do ProUni

Diferentemente da segunda chamada, a inscrição na lista de espera do ProUni não é automática. É preciso que o candidato interessado acesse o sistema e manifeste interesse.

Normalmente, o prazo para fazer isso é de dois dias. Veja como fazer:

1) No prazo determinado pelo processo seletivo, que varia conforme a edição, acesse o site do ProUni com seu número de inscrição e a senha do Enem.

2) Feito isso, clique na opção “Manifestar interesse em participar da lista de espera”. Aguarde o sistema confirmar e aguarde os resultados.

Apenas os candidatos já inscritos no processo seletivo podem participar da lista de espera.

Como saber o resultado da lista de espera?

Como as chamadas dos candidatos aprovados em lista de espera são feitas pouco a pouco, é preciso acessar o sistema do ProUni todos os dias, até o fim do período.

Quem for pré-aprovado precisa correr para comparecer à instituição de ensino e apresentar toda a documentação. Os documentos solicitados são, normalmente, comprovantes de renda de todo o grupo familiar, identificação, endereço e escolaridade.

Não é possível saber com antecedência quais são os cursos e faculdades com bolsas disponíveis em lista de espera. Isso varia de um processo seletivo para o outro e depende da efetivação da inscrição dos candidatos que vão sendo chamados.

Quem pode participar do ProUni?

Para efetuar inscrição no ProUni, o estudante deve ter obtido 450 pontos ou mais no Enem, com nota acima de zero na Redação. O processo regular de seleção (da abertura de inscrições até a matrícula dos aprovados em lista de espera) exige que o candidato tenha feito a edição mais recente do Enem.

Já para se inscrever em vagas remanescentes (última etapa), é possível apresentar a nota de qualquer edição do exame a partir de 2010.

Também é preciso atender aos seguintes critérios socioeconômicos:

  • Comprovar renda familiar de até 1,5 salário mínimos por pessoa (para concorrer às bolsas integrais) ou de até 3,5 salários mínimos por pessoa (para concorrer às bolsas de 50%).
  • Ter cursado o ensino médio em escola pública ou com bolsa integral na rede particular.

Onde estudar com bolsa

Saiba que o ProUni não é sua única chance de aproveitar a nota do Enem como forma de ingresso e para obter uma bolsa de estudos.

Existem ótimas universidades particulares que aceitam o Enem para ingresso direto (sem vestibular) e que fornecem bolsas e descontos proporcionais ao seu desempenho no exame.

Aqui está uma lista de instituições privadas credenciadas pelo MEC que, além de trabalharem com o ProUni, aceitam o Enem como forma de ingresso e mantêm iniciativas próprias de bolsas e descontos:

Para saber mais sobre cursos, bolsas e processos seletivos, basta clicar sobre a universidade de seu interesse e navegar pelo site. Boa sorte e bons estudos!

Leia mais:

Descubra como funcionam as bolsas remanescentes do ProUni

Entenda como entrar no ProUni com a nota do Enem

Você pretende usar o Enem para tentar uma bolsa do ProUni? Que curso deseja fazer? Conte para a gente nos comentários!

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário