Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

EAD tem qualidade?

Um dos principais fatores que devem ser levados em consideração ao escolher um curso, seja ele presencial ou a distância, é se ele tem qualidade. A procura por uma formação a distância vem crescendo no Brasil. Dos cerca de 7 milhões de estudantes universitários, mais de 1,1 milhão estão matriculados em graduações EAD.

São alunos de bacharelado, licenciatura e cursos de tecnólogo que optam pela comodidade e facilidade do ensino a distância para obter o diploma de nível superior. E para ter validade, assim como acontece na modalidade presencial, o diploma precisa ser obtido em um curso reconhecido pelo MEC.

Conheça os indicadores que atestam a qualidade dos cursos EAD e veja como consultar a avaliação do MEC para cursos a distância!

Qualidade do EAD

Toda instituição de ensino superior para começar a oferecer cursos na modalidade EAD precisa do credenciamento do MEC. É necessário cumprir requisitos da Lei de Diretrizes e Bases da Educação, como acontece com os cursos presenciais, e assegurar alguns itens específicos relacionados ao ensino a distância.

Ao pedir o credenciamento, a instituição precisa apresentar uma série de documentos:

  • Qualificação da instituição: regularidade fiscal, habilitação jurídica e plano de desenvolvimento institucional, entre outros.
  • Funcionários: garantia de pessoal técnico e administrativo qualificado e professores com a formação exigida pela legislação, preferencialmente qualificados para o trabalho no ensino a distância.
  • Instalações e infraestrutura: laboratórios (quando for o caso), instalações físicas do polo de apoio presencial, infraestrutura tecnológica para atendimento remoto a estudantes e professores, bibliotecas adequadas com acervo eletrônico e regime de funcionamento adequado para atender os estudantes a distância.
  • Projeto pedagógico do curso: deve cumprir as diretrizes curriculares nacionais, prever o atendimento de alunos portadores de necessidades especiais, apresentar o currículo do curso e o número de vagas, bem como a forma de avaliação e a descrição de atividades presenciais obrigatórias.

 

EAD precisa ter atividades presenciais

No processo de credenciamento de um curso superior EAD, a instituição precisa descrever, para o MEC, como serão as atividades presenciais obrigatórias e qual a frequência que os estudantes devem realizá-las. Isso porque, mesmo em um curso a distância, a lei brasileira exige que o aluno compareça a um polo presencial para fazer:

  • Provas e exames finais
  • Atividades práticas e de laboratório (quando previstos no currículo do curso)
  • Estágios obrigatórios (quando for o caso)
  • Apresentação do Trabalho de Conclusão do Curso (TCC)

 

Regularmente, o MEC envia uma comissão de especialistas para averiguar essas informações e visitar as instalações da faculdade. Todo curso superior EAD passa pelas mesmas avaliações dos cursos presenciais por parte do MEC.

 

Conceitos do MEC para cursos EAD

O MEC avalia todos os cursos superiores, sejam eles a distância ou presenciais, usando três critérios, com notas que vão de 1 a 5. As notas 1 e 2 são insatisfatórias e a nota 3 é considerada “avaliação positiva”.

  • Conceito Preliminar do Curso (CPC): avalia qualificação dos professores, infraestrutura, recursos didático-pedagógicos e desempenho dos estudantes no Enade.
  • Conceito do Curso (CC): avalia recursos didático-pedagógicos, do quadro docente, infraestrutura e atendimento aos requisitos legais e normativos. A avaliação é feita presencialmente por uma equipe de especialistas.
  • Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade): é uma prova que atesta os conhecimentos e habilidades dos estudantes com relação ao currículo programático do curso. O Enade acontece todo ano, em ciclos que avaliam um conjunto de áreas do conhecimento.

 

Como descobrir se um curso EAD tem qualidade

A qualidade dos cursos superiores EAD perante o MEC é uma informação pública e pode ser consultada gratuitamente por qualquer pessoa. Diversas faculdades, principalmente privadas, divulgam em seus sites o edital de credenciamento junto ao MEC, a data de reconhecimento do curso e, muitas vezes, a nota obtida em cada um dos critérios avaliados.

Você também pode descobrir a qualidade de um curso EAD perante o MEC na internet. Para isso, basta acessar o portal e-mec e fazer uma busca pela instituição e curso que deseja consultar.

Diploma EAD vale tanto quanto o presencial

O diploma de nível superior obtido em curso a distância vale tanto quanto o presencial. Como vimos, os cursos EAD passam pelo mesmo controle de qualidade que o MEC utiliza para credenciar cursos presenciais.

É justamente o reconhecimento do curso que define se o diploma terá validade, e não a modalidade de ensino. A informação sobre o formato (presencial ou a distância) não aparece no diploma de nível superior e, desde que o curso seja reconhecido pelo MEC, você pode usar seu diploma EAD para qualquer situação em que precise comprovar sua escolaridade, como por exemplo:

  • Processos seletivos de emprego
  • Concursos públicos
  • Pós-graduação

 

Faculdades EAD reconhecidas pelo MEC

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer cursos a distância:

Universidades Privadas:

Universidades Públicas:

Veja também:

Ensino a distância é reconhecido pelo MEC?

Você pretende fazer um curso superior a distância? Ficou com alguma dúvida sobre a qualidade do EAD? Deixe um comentário!

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário