Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

EaD aumenta mesmo com o fim das restrições sanitárias da Covid-19

O ensino a distância é uma modalidade de ensino que oferece diversas vantagens, tanto para os alunos quanto para as instituições de ensino. Seu baixo custo é um fator de destaque, assim como a flexibilidade das aulas e inclusão decorrente das facilidades do EAD. Com a pandemia, o estudo remoto teve considerável alta, visto que todas as instituições de ensino tiveram que se adaptar ao EAD para continuar operando com as restrições sanitárias. 

No entanto, mesmo agora, após o fim das restrições sanitárias decorrentes do impacto da Covid-19 no Brasil e no mundo, um levantamento feito pela Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED) mostra que os cursos EAD continuam em alta: a oferta e a procura por cursos nesta modalidade de ensino tiveram aumento crescente entre 2020 e 2021. Isso mostra que, mesmo com a volta à normalidade e com o fim das situações geradas devido à pandemia, o ensino remoto se consolida como uma possibilidade e preferência para muitos estudantes.

Abaixo, explicamos um pouco mais sobre a consolidação do estudo remoto como possibilidade para estudantes brasileiros, explicando por que a procura pelo ensino a distância aumenta após o fim de restrições e listando onde vale a pena estudar. Vamos lá?

Veja também: O que é EAD?

Quais são as vantagens e desvantagens do ensino remoto?

Após o início da pandemia em março de 2021, o EAD foi gradualmente se consolidando cada vez mais como opção de educação no Brasil. Atualmente, o ensino remoto é uma possibilidade em todas as modalidades de cursos: desde treinamentos básicos, até especializações, graduações, mestrados e doutorados. 

Devido ao seu grande impacto na educação, destacamos as vantagens e desvantagens do EAD e explicamos também por que a procura e a oferta pelo ensino a distância segue aumentando mesmo após fim de restrições. Vamos lá?

Vantagens do EAD

  • Menor custo: os cursos a distância são populares por serem mais acessíveis aos estudantes, com mensalidades em média até 50% mais em conta do que cursos presenciais. Além da economia na mensalidade, também é possível economizar tempo e dinheiro para alimentação e deslocamento quando se opta por estudar EAD.
  • Facilidade: para estudar a distância, basta ter um computador ou smartphone com acesso à internet. Portanto, a facilidade de acesso ao conteúdo do curso remoto é um super diferencial do EAD. Através de plataformas digitais disponibilizadas pelas instituições de ensino, conhecidas como AVA (Ambiente Virtual de Aprendizagem), o estudante consegue ter acesso a todo o material didático (como livros, aulas gravadas, listas de exercícios, tarefas, textos complementares e muito mais), o cronograma do curso e notas. Também é possível interagir virtualmente com professores e outros estudantes, através de fóruns online, chats por vídeo, lousas interativas e muito mais. 
  • Flexibilidade: para quem precisa conciliar trabalho, família e estudos, a flexibilidade do EAD é uma das maiores vantagens. Afinal, o estudante é quem faz a sua agenda de estudos, decidindo quando é o melhor dia e horário para estudar. Vale destacar, no entanto, que mesmo cursos a distância podem exigir a presença física do aluno nos polos de ensino da faculdade em determinados momentos do curso, para a aplicação de provas ou realização de aulas técnicas. Isso pode ocorrer tanto em cursos na modalidade a distância como na modalidade semipresencial, portanto vale contatar a instituição de ensino da sua escolha para se informar sobre as exigências de presença física durante o seu curso.
  • Validade do diploma: desde que a faculdade que você escolher cursar tenha reconhecimento do Ministério da Educação (MEC), o seu diploma tem a mesma validade que de qualquer outro curso presencial. Para o mercado de trabalho, seu diploma EAD te possibilita conquistar vagas de emprego qualificadas, e também prestar concursos públicos ou até se matricular em uma pós-graduação ou curso de especialização.
  • Inclusão: com menor custo, facilidade de acesso e flexibilidade possível com o EAD, a maior inclusão de estudantes brasileiros é outra grande vantagem a se destacar sobre o ensino remoto. Afinal, para quem precisa conciliar estudos e trabalhos, questões pessoais ou cuidados com a família, passa a considerar o estudo remoto como uma modalidade de ensino possível na hora de cogitar voltar a estudar. Assim, a inclusão de estudantes de diferentes idades, classes sociais e regiões passa a ser um destaque!

Desvantagens do EAD

  • Inadimplência: com tantas flexibilizações, também é preciso muita disciplina para manter os estudos remotos em dia. Afinal, é necessário se adaptar às demandas digitais de ensino sem deixar que o trabalho ou a rotina atrapalhem o desempenho do aluno durante o curso. Dessa forma, é preciso comprometimento para seguir firme nos estudos.
  • Dificuldades tecnológicas e de adaptação: é inegável que dificuldades tecnológicas podem ser um impedimento de acesso ao EAD. Diversos perfis de estudantes, principalmente os mais velhos ou com menos oportunidades de acesso à tecnologia e internet, podem se sentir em desvantagem na hora de se adaptar à plataforma virtual de aprendizagem. A falta de interação interpessoal física também pode ser uma questão para pessoas com hábitos mais sociáveis, dificultando o empenho durante o curso remoto. De qualquer forma, basta certo comprometimento e, muitas vezes, assistência de terceiros para conseguir se adaptar a esse formato de ensino.

Vale a pena continuar estudando a distância?

Analisando os prós e os contras do ensino remoto, fica evidente que o EAD veio para ficar. Um ponto a ser destacado é que o ensino a distância existe desde antes da pandemia, e continuará existindo após ela. Diversos cursos e universidades preparam sua grade curricular e experiência de ensino especialmente para a modalidade a distância, diferentemente do que ocorreu na pandemia – em que várias instituições de ensino tiveram que se adaptar à força ao EAD devido às circunstâncias e restrições sanitárias.

EaD aumenta mesmo com o fim das restrições sanitárias da covid-19 -

Desta forma, existem várias faculdades especializadas em EAD que criam cursos para esta modalidade desde sua concepção. Consequentemente há maior adesão dos estudantes e mais engajamento com o conteúdo, já que todo o material, aulas e interações de cada disciplina são planejados para ser ministrados virtualmente e repercutir desta maneira. Por isso, vale a pena optar por estudar EAD em faculdades que são referência nesta modalidade, como a Cruzeiro do Sul Virtual, por exemplo.

Portanto, sim: vale a pena continuar estudando a distância, mesmo com o fim das restrições sanitárias decorrentes da pandemia. Basta considerar se o EAD é uma modalidade de ensino que cabe na sua rotina e no seu estilo de vida. Para muitos, o ensino remoto é a melhor solução!

Onde estudar a distância?

Na hora de escolher onde realizar o seu curso a distância, leve alguns fatores em consideração: prefira instituições de ensino com renome, ensino de qualidade e reconhecimento do Ministério da Educação. Somente assim o seu diploma será válido em todo o território nacional.

Leia mais: Conheça as melhores faculdades EaD em 2021

Prefira também faculdades que contam com um ambiente virtual de aprendizagem acessível, e que forneçam todo o aparato tecnológico necessário para se ministrar um curso a distância de qualidade. Abaixo, separamos algumas das melhores opções:

E aí, você acredita no futuro dos cursos EAD? O que acha do aumento do ensino a mesmo após fim de restrições? Responda abaixo nos comentários!

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário

Descubra a faculdade certa para você!