Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Saiba mais sobre o curso de Direito a distância

Está pensando em fazer uma faculdade de Direito a distância e quer saber tudo sobre o curso? Este é o artigo certo!

Quem se forma em Direito tem várias áreas de atuação para escolher e pode ganhar muito bem, seja num cargo público, trabalhando para empresas ou abrindo o próprio escritório de advocacia.

O curso se mantém como um dos mais concorridos no Sisu, além de ser aquele que tem o maior número de estudantes matriculados no país.

Para quem tem uma vida corrida e precisa de flexibilidade de horários para estudar, seria ótimo poder fazer a faculdade de Direito a distância ou semipresencial, mas será que isso é viável?

É possível fazer faculdade de Direito a distância?

Não. Até o momento, não existe no Brasil nenhum curso de Direito EAD autorizado ou reconhecido pelo MEC. Então, quem pretende seguir essa carreira só tem como opção o curso presencial (o que não é motivo para desistir do objetivo de se formar bacharel).

Muita gente não entende por que não existe faculdade de Direito a distância, já que é uma graduação que inclui basicamente disciplinas teóricas, que poderiam ser disponibilizadas online sem maiores problemas.

Acontece que a legislação prevê que a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) precisa ser consultada para a criação de cursos de graduação em Direito. E a OAB se opõe a disponibilizar o curso na modalidade EAD, ao menos por enquanto.

A boa notícia é que o curso de Direito presencial é oferecido por muitas instituições de ensino em todo o país, inclusive no horário noturno – uma alternativa viável para quem precisa conciliar trabalho e estudo.

As vagas nas universidades públicas costumam ser muito concorridas, mas é possível estudar numa faculdade particular de graça ou pagando muito pouco, através de programas como ProUni e Fies,  além de descontos e financiamentos oferecidos pelas próprias faculdades.

O que se estuda na graduação em Direito

O curso de Direito é do tipo bacharelado e dura em média cinco anos. O aluno recebe uma formação generalista e sai da faculdade apto a atuar em diferentes áreas do Direito. A grade curricular da graduação inclui matérias como:

  • História do Direito
  • Análise Textual
  • Psicologia Aplicada ao Direito
  • Ciência Política
  • Filosofia
  • Sociologia Jurídica
  • Direito Civil
  • Direito Constitucional
  • Teoria Econômica
  • Direito do Trabalho
  • Direito Penal
  • Direito da Criança e do Adolescente
  • Direito Empresarial
  • Direito Processual Civil
  • Direito Agrário
  • Direito Imobiliário
  • Direito Previdenciário
  • Direito e Bioética
  • Criminologia
  • Direito Ambiental
  • Direito do Consumidor

Lembrando que cada instituição de ensino tem seu próprio currículo e que o nome das disciplinas pode variar.

Para se formar, também preciso cumprir uma carga horária de atividades práticas supervisionadas e elaborar um trabalho de conclusão de curso (TCC).

Exame da OAB: o que é e para que serve

Além de se graduar como bacharel em Direito, é obrigatório passar no Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para exercer a advocacia no país.

O Exame pode ser realizado antes da formatura, desde que o aluno já esteja cursando o último ano ou dois últimos períodos da faculdade.

Para se inscrever é preciso pagar uma taxa de inscrição. Os candidatos são submetidos a duas provas: a primeira é objetiva, de múltipla escolha, composta por 80 questões. Já a segunda prova tem caráter prático-profissional e inclui a redação de uma peça processual, além de quatro questões discursivas na forma de situações-problema.

Para ser aprovado é preciso acertar ao menos metade das questões na prova objetiva e atingir no mínimo 40 pontos na prova prático-profissional.

Mercado de trabalho para quem se forma em Direito

Após se formar como bacharel em Direito e passar no Exame da OAB é possível atuar como advogado  e consultor em diferentes áreas, como Direito Trabalhista, Previdenciário, Civil, Ambiental, do Consumidor e de Família, entre muitas outras.

Também existe a opção de seguir carreira jurídica como promotor, juiz, delegado ou integrar a defensoria pública.

Outra possibilidade é prosseguir com os estudos (fazer pós-graduação) e ser professor em cursos de Direito. Para isso, não é preciso ser aprovado no Exame da OAB e a oferta de empregos é bem ampla.

Alternativas à faculdade de Direito EAD: onde estudar

Como ainda não existe graduação em Direito EAD, é preciso buscar um curso presencial reconhecido pelo MEC para obter um diploma válido.

Pesquisamos para você algumas instituições que oferecem a graduação presencial em Direito  autorizada pelo MEC e participam de programas como ProUni e Fies, além de contarem com sistemas próprios de bolsas de estudo, crédito estudantil e convênios de descontos:

Essas também são faculdades que estão presentes em diferentes regiões do país. Por isso, vale a pena conferir se tem alguma unidade perto de você e se informar sobre a abertura de novas turmas, preço das mensalidades e qualquer outra dúvida que você ainda tenha sobre o curso.

Você também pode se interessar por:

Quanto ganha um Advogado?

Vale a pena fazer Direito? Descubra

Pois é, ainda não existe faculdade de Direito EAD, mas a oferta de cursos presenciais é grande e dá para estudar no período noturno pagando muito pouco ou até de graça em faculdades privadas.

Agora queremos ver sua resposta nos comentários: por que você quer fazer Direito? Acha que o curso deveria ser oferecido a distância?

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário