Olá! Quer uma ajudinha para descobrir sua faculdade ideal?

Fale com a gente

Como funciona
  1. Busque sua vaga

    Compare preços e escolha a vaga que cabe no seu bolso.


  2. Garanta sua vaga

    Pague a adesão para garantir sua vaga.


  3. Estude pagando menos

    Aí é só fazer o processo seletivo e a matrícula na faculdade.


Artigos

Como trabalhar com política? Veja 10 profissões possíveis

19 de setembro de 2022
como trabalhar com política
Imagem do autor
Escrito porAmanda Nonato

Antes de saber como trabalhar com política e entender quais profissões dão possibilidades de trabalhar com a área, você sabe o que, de fato, é política?

Existem algumas definições possíveis para o termo. A palavra tem origem grega, qual “polis” significa “cidade”, levando em consideração a convivência dos habitantes com estados vizinhos.

+ Encontre bolsas de estudo de até 80%

Uma outra definição, de dicionário, é que política se trata da arte ou da ciência da organização das nações. Você já deve ter ouvido falar, também, na expressão “tudo é política”, afinal, uma ciência que trata da administração de um estado, está presente em exatamente cada parte de sua estrutura, mais que somente na escolha de governantes.

Além de deputados, senadores, vereadores, prefeitos e, claro, presidente, existem outras diversas equipes que abraçam um leque de atividades para que a organização do estado possa funcionar.

E quem já entende a sua importância e quer estar presente, além da escolha durante as eleições, mas com propostas e muito pensamento crítico, pode encontrar profissões para fazer política, em áreas diferentes.

Por isso, separamos 10 cursos para você conhecer e saber como trabalhar com política! Confira as graduações e formas de seguir carreira.

Veja também:
+ Quem não pode ser MEI? Entenda os Requisitos!

10 cursos para trabalhar com política

A seleção de cursos de graduação possibilitam trabalhar diretamente na política, quanto com a política em outras esferas, fora do setor público do país. Confira a lista:

Administração 

Saber gerenciar recursos financeiros ou materiais é uma função importante para quem quer trabalhar com política, por isso, a graduação é uma porta para essa área. O profissional de Administração vai ser capaz de criar estratégias de organização e gerenciamento, com metas e análise de resultados.

Em praticamente todas as áreas da política é possível ocupar sendo formado nessa área, seja em órgão público, privado ou terceiro setor.

Direito

Alguns presidentes da história do país são formados em Direito, como José Sarney e Tancredo Neves. A graduação oferece um amplo conhecimento em leis e normas de todo o sistema jurídico do país. 

Não é necessário ser, especificamente, um advogado. O bacharel em Direito consegue trabalhar em diversos órgãos governamentais, mas para exercer outras funções precisa ter sido aprovado na OAB, como juiz ou promotor.

+ Veja também:
Eleições 2022: as propostas de educação dos presidenciáveis

Ciências Sociais

Ainda sobre presidentes do Brasil, Fernando Henrique Cardoso chegou a se formar em Sociologia e seguiu uma carreira de doutor em Ciências Sociais. A graduação permite ao estudante entender as formas de sociedade e a estrutura das organizações.

Existem áreas específicas dentro de Ciências Sociais, que permite algumas habilitações: a própria Sociologia, Antropologia e Ciência Política. A pessoa formada nesse curso, pode ser licenciada e dar aulas, como também prestar consultorias e assessorias.

+ Confira o Teste Vocacional Grátis, feito pela Quero Bolsa

Economia

A primeira presidente do país, Dilma Rousseff e Fernando Collor, são formados em Economia. O curso é conhecido também por Ciências Econômicas e possibilita conhecimento para compreender o cenário financeiro do estado.

A formação permite trabalhar com política, sobretudo, em ambientes de desenvolvimento de políticas econômicas, dentro de órgãos públicos. Entre as outras atividades estão consultoria econômica em áreas como agricultura e pecuária.

Filosofia

A graduação permite que o profissional seja capaz de questionar diversas questões ligadas à estrutura da sociedade, seja em questões políticas, éticas e morais. Geralmente, o formado na área trabalha com sala de aula ou pesquisa.

No entanto, o filósofo pode atuar na área de consultoria ou assessoria de políticos em suas linhas ideológicas, no momento de uma candidatura e sequência do seu governo.

Gestão Pública

Formando profissionais direcionados para a área pública, o curso capacita buscando soluções inovadoras dentro das análises políticas e econômicas do órgão público, através de recursos e bens disponíveis para atuar.

A graduação também permite o planejamento, implementação e supervisão de programas e projetos de desenvolvimento regional.

História

Para além das salas de aula, o curso de História forma profissionais capazes de questionar e fazer uma interpretação do passado, com pesquisas e estudos diversos. Essas atividades fazem com que a formação permita a produção de políticas públicas.

Relações Internacionais

Dentro da política é importante conseguir fazer uma boa condução das trocas entre nações e empresas, de todas as áreas: econômica, cultural, social, comercial, entre outras. O profissional de Relações Internacionais é o responsável por essa dinâmica.

A formação busca preparar para a análise de cenário mundial, a nível de conflitos e condições de mercado, para negócios e parcerias que possam valer um investimento e projetos. 

A atuação pode acontecer em órgãos públicos e empresas privadas e, também, no terceiro setor, através de ONGs.

Relações Públicas

Para quem gosta da área de comunicação, o Relações Públicas é o responsável por manter um relacionamento com a imprensa, para fazer uma boa gestão de imagem e reputação do seu cliente.

Dentro da política, pode elaborar diversas estratégias para fazer a assessoria de políticos e partidos.

Serviço Social

Profissionais capazes de analisar e ampliar direitos sociais com políticas públicas são formados em Serviço Social. A graduação busca preparar para atuação em diferentes áreas: de pública, empresas privadas e organizações populares.

Como entrar na política no Brasil?

Para atuar, de fato, na política no Brasil, não é necessário ter qualquer formação, apenas alguns requisitos básicos. Afinal, poder se candidatar a um cargo político é direito assegurado na Constituição.

Entre os requisitos estão:

  • Ter nacionalidade brasileira ou ser naturalizado
  • Estar em pleno exercício dos direitos políticos
  • Estar alistado na Justiça Eleitoral
  • Ter domicílio no local que concorre ao cargo
  • Filiar-se a um partido ao menos um ano antes da eleição

Também há requisitos necessários para a idade de cada cargo. Existe um limite mínimo a ser respeitado ao se candidatar:

  • Vereador: 18 anos
  • Deputado Federal, Deputado Estadual, Prefeito e Vice-Prefeito:  21 anos
  • Governador e Vice-Governador: 30 anos
  • Presidente, Vice-Presidente e Senador: 35 anos

Onde estudar para trabalhar com política?

A partir do avanço das novas tecnologias e da própria educação, hoje em dia é possível fazer um curso de graduação a distância. A formação tem diploma válido como nos cursos presenciais e possibilita seu início de carreira na área desejada.

Apesar de não precisar de uma formação para trabalhar diretamente na política do Brasil, ter conhecimento sobre toda a estrutura da sociedade, possibilita uma atuação plena e com qualidade, para que o governo seja útil ao seu povo.

Então, nada melhor do que começar escolhendo uma instituição bem avaliada e reconhecida pelo Ministério da Educação para começar os estudos. Para ajudar, separamos uma lista com algumas faculdades que oferecem bolsas de até 80% nas mensalidades. Veja:

+ Leia também!
Próprio negócio? Veja 6 cursos para quem quer empreender
Quem não pode ser MEI em 2022? Entenda e veja profissões

Os mais lidos
O que não fazer no EaD? 5 dicas para o ensino a distância

O que não fazer no EaD? 5 dicas para o ensino a distância

Por Amanda Nonato em 14/09/2022

Estude nas melhores sem sair de casa

As melhores faculdades com ofertas super especiais para você começar a estudar sem sair de casa.