dcsimg

Entenda como conseguir a Bolsa Universidade 2020

(0.0 de 0)

Conheça os programas que recebem o nome de Bolsa Universidade, veja como conseguir o benefício e o que fazer se você não cumprir os requisitos.

Existem, atualmente, três grandes programas com o nome de Bolsa Universidade: um deles no estado de São Paulo, outro no município de Franca (SP) e o terceiro em Manaus. 

Todos são iniciativas do poder público (governo estadual ou municipal) e distribuem bolsas de estudos a alunos matriculados em cursos superiores de universidades privadas conveniadas. 

Em contrapartida, dentre alguns casos, esses alunos devem prestar serviços socioeducativos à comunidade, com carga horária definida pelos respectivos editais.

Quer entender melhor? Logo, logo lhe explicamos como funcionam essas iniciativas e quais são os critérios para conseguir o benefício em 2020:

Como se inscrever e conseguir a Bolsa Universidade

O procedimento para se inscrever e obter a Bolsa Universidade é semelhante em todos os casos:

1. Acompanhe as notícias e a publicação do edital no site oficial.

2. Leia o edital e verifique se você se encaixa em todos os critérios (renda, escolaridade, disponibilidade para contrapartida e matrícula em uma universidade conveniada). 

3. Realize sua inscrição online e aguarde a convocação para apresentar sua documentação. Em alguns casos, pode haver uma etapa de entrevistas.

4. Aguarde a confirmação e a chamada final.

Bolsa Universidade do estado de São Paulo

No estado de São Paulo, o programa Bolsa Universidade fica a cargo da Secretaria da Educação e é voltado aos estudantes universitários interessados em estagiar como educadores do programa Escola da Família.

Nesse programa, a Secretaria arca com até 50% do valor da mensalidade do curso de graduação do bolsista, até o teto de R$ 500,00, e as universidades conveniadas complementam o valor. Assim, os estudantes selecionados recebem bolsas de estudo integrais (100% de gratuidade).

As atividades realizadas pelos bolsistas podem se encaixar em uma de 4 modalidades (cultura, esporte, saúde e trabalho), com carga horária de 8 horas por fim de semana, cumpridas num único dia (sábado ou domingo) em instituições públicas de ensino que participam do Escola da Família.

Além de ter disponibilidade para trabalhar aos fins de semana, o estudante interessado deve estar matriculado em uma universidade participante do programa, não ser beneficiário de outro programa oficial (como o FIES ou o ProUni) e ainda não ter diploma universitário. Entre os critérios de seleção, estão a renda familiar e a formação escolar – quem estudou em escola pública tem prioridade.

Em 2019 e 2020, infelizmente, o programa Bolsa Universidade sofreu cortes por falta de verbas. De acordo com o governo do estado de SP, a iniciativa terá continuidade em 2020, mas ainda não há previsão de novas inscrições. 

Para acompanhar as novidades e as atualizações do programa, os interessados devem acessar regularmente o Portal Escola da Família, que disponibiliza o regulamento e o cronograma da iniciativa.

Bolsa Universidade da Prefeitura de Franca (SP)

O programa Bolsa Universidade da Prefeitura de Franca (SP) existe desde 2010 e concede bolsas de estudo parciais a estudantes universitários de cursos presenciais na cidade. 

O valor da mensalidade é dividido entre a instituição conveniada, a prefeitura e o estudante. Uma das universidades participantes é a UNIFRAN.

De acordo com o site da Prefeitura de Franca, o edital de 2020 deve ser publicado ainda em janeiro, com inscrições nas primeiras semanas de fevereiro. 

Para concorrer, o candidato deve ter feito o ensino médio em escola pública ou como bolsista integral na rede particular, morar há pelo menos 5 anos em Franca e possuir renda familiar mensal por pessoa de até 2 salários mínimos.

Para ficar por dentro das novidades e do cronograma da iniciativa, acompanhe o site da Prefeitura Municipal de Franca, que também disponibilizará os formulários de inscrição.

Bolsa Universidade da Prefeitura de Manaus

Em Manaus, a seleção para o Bolsa Universidade 2020, da Prefeitura, já está em andamento. A lista de candidatos classificados foi publicada no site da prefeitura em meados de dezembro.

Existe a expectativa, contudo, de que haja um novo processo seletivo no meio do ano. Para acompanhar, fique de olho nas notícias e novidades publicadas no site da Prefeitura de Manaus.

De acordo com o edital mais recente, as bolsas são destinadas a estudantes com renda familiar de até 1,5 salário mínimo por pessoa, ingressantes em instituições privadas de ensino superior conveniadas, que não tenham diploma de graduação e não recebam outro tipo de benefício.

Em contrapartida, o universitário beneficiado precisa se dispor a participar de projetos e ações socioeducacionais junto à Prefeitura Municipal de Manaus e ao Estado do Amazonas, sob convocação. A carga horária dessas atividades varia conforme o tipo de bolsa obtida:

  • Bolsista integral: 150 horas por semestre.
  • Bolsista parcial com 75% de benefício: 120 horas por semestre.
  • Bolsista parcial com 50% de benefício: 90 horas por semestre.

Outros tipos de bolsa e ingresso direto

Se você não se encaixa nos critérios dos programas de Bolsa Universidade ou não conseguiu o benefício, não desanime: existem outras formas de conseguir uma bolsa parcial ou integral nas universidades.

Um dos maiores programas brasileiros de bolsas é o ProUni (Programa Universidade para Todos). 

Ele concede bolsas parciais e integrais para estudantes que conseguiram pelo menos 450 pontos no Enem, que tenham feito o ensino médio em escola pública ou como bolsista integral na rede privada e que possuam renda familiar de até 3,5 salários mínimos por pessoa.

As inscrições para o ProUni 2020, no primeiro semestre, ficarão abertas entre os dias 28 e 31 de janeiro, no site oficial do Programa (dentro do portal do MEC).

Opção menos burocrática: ingresso direto

A alternativa menos burocrática para conseguir uma bolsa de estudos na faculdade é inscrever-se nos programas de incentivo das próprias instituições. 

Em algumas delas, é possível usar sua nota do Enem para ingresso direto (sem fazer vestibular) e, dependendo do seu resultado, garantir uma bolsa parcial ou integral de forma automática.

Interessou? Aqui está uma lista de universidades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC que aceitam o Enem como forma de ingresso e têm sistemas próprios de bolsas e descontos – inclusive para cursos a distância (EAD):

Clique nos links acima e navegue pelos sites das universidades para saber mais sobre cursos, processos seletivos, modalidades de ensino e bolsas. Boa sorte!

Leia também:

Confira o edital do ProUni 2020 e fique ligado nas datas

Veja outras opções para fazer faculdade com bolsa

Deixe seu comentário:

Versão para impressão Informar erro

RPD - Site Status Check OK