Pular para o conteúdo Pular para a barra lateral do Vá para o rodapé

Saiba tudo sobre como será o Enem digital de 2020

O Enem está inovando. Em 2020, pela primeira vez, terá uma edição digital.

E não se assuste: as tradicionais provas no papel continuam valendo – pelo menos por enquanto.

Mas como será que é fazer provas tão importantes por meio de um computador?

A seguir, saiba tudo sobre como será o Enem digital de 2020!

O Enem digital 2020

Esse ano, milhares de pessoas foram surpreendidas coma notícia de que o Enem teria uma versão digital.

O novo formato de provas vai ser testado pela primeira vez em algumas capitais brasileiras.

O grupo que terá a oportunidade de experimentar o Enem digital pela primeira vez será pequeno, apenas 50 mil pessoas em todo o Brasil.

Esse número deve ir se ampliando todos os anos até 2026, quando o Enem abandonará de vez o papel e se tornará 100% digital!

Formato do Enem digital

Em vez de salas de aula, o Enem digital será aplicado em laboratórios de informática disponibilizados por escolas e institutos de educação.

Em vez de papel, haverá uma tela com as provas do dia para você resolver.

O modelo de provas não será tão diferente do atual. Permanecem as mesmas quatro provas objetivas, com 180 questões em diferentes graus de dificuldade, além da redação, com um número de linhas determinado.

O sistema de correção de provas será o mesmo do Enem tradicional, com análise global e individual dos candidatos pela Teoria de Resposta ao Item (TRI) – que atribui pontos diferentes a cada questão, dependendo do desempenho de cada um.

A expectativa do Ministério da Educação (MEC) é que, com a implementação do modelo digital, a gente tenha pelo menos quatro edições anuais do Enem no futuro!

Com as recentes mudanças que estão sendo implementadas pelo governo no ensino superior, é provável que os exames sofram modificações em seus sistemas de provas nos próximos anos.

Ou seja: o Enem digital é apenas a ponta do iceberg. Tem muito mais novidade vindo por aí!

Como se inscrever no Enem digital 2020

Para se inscrever no Enem digital 2020 é preciso, antes de tudo, morar ou estar disposto a se deslocar para fazer a prova em uma destas cidades:

  • Belém – PA
  • Belo Horizonte – MG
  • Brasília – DF
  • Campo Grande – MS
  • Cuiabá – MT
  • Curitiba – PR
  • Florianópolis – SC
  • Goiânia – GO
  • João Pessoa – PB
  • Manaus – AM
  • Porto Alegre – RS
  • Recife – PE
  • Rio de Janeiro – RJ
  • São Paulo – SP

A opção pelo Enem digital deve ser feita durante as inscrições regulares, que começam em maio.

Como são apenas 50 mil vagas disponíveis, quem realmente quiser fazer o Enem digital precisa se apressar e tentar se inscrever logo no primeiro dia. É quase certo que a opção vai ser bastante procurada.

O valor da taxa de inscrição é o mesmo do Enem tradicional.

Datas do Enem digital 2020

Em 2020 o Enem digital vai acontecer em outubro, nos seguintes dias:

11 de outubro – provas de Linguagens e Códigos, Redação e Ciências Humanas.

18 de outubro – provas de Ciências da Natureza e Matemática.

No primeiro dia as provas terão duração de cinco horas e meia; no segundo, cinco horas.

Caso haja algum problema de infraestrutura (como internet que não funciona, queda de energia, computador que para de funcionar, etc.), os candidatos farão as provas num outro dia e local a ser determinado pela organização.

Resultados do Enem digital 2020

O MEC garante que os alunos que optarem pelo Enem digital vão sair de sala de aula já com o número de acertos em mãos.

O sistema faz o cálculo automaticamente, sem precisar da leitura do caderno de respostas, assim que o aluno conclui as provas.

Mas os resultados oficiais, pra valer, só saem mesmo em janeiro de 2021, junto com o de todo mundo que vai fazer o Enem tradicional.

O desempenho individual pode ser conferido no próprio site oficial do Enem, depois que a data oficial for definida.

Onde usar o Enem digital 2020

O Enem digital oferece os mesmos benefícios que o Enem tradicional.

Isso significa que os candidatos terão o direito de participar de diversos programas de acesso ao ensino superior.

Entre os principais, temos:

  • Sisu, que seleciona estudantes para universidades públicas em todo o Brasil.
  • ProUni, que concede a alunos de baixa renda bolsas de estudos em faculdades privadas de qualidade.
  • FIES, que facilita o pagamento de um curso superior em faculdades privadas reconhecidas pelo MEC.
  • Ingresso direto, que permite conseguir uma vaga rapidamente em diversas faculdades privadas só com a apresentação da nota do Enem.

Quem já está se preparando para o Enem provavelmente já deve ter algumas faculdades em mente, locais onde fazer um curso reconhecido no mercado de trabalho.

Se você ainda não tem as suas, não se preocupe. A gente separou algumas boas faculdades bem avaliadas pelo MEC que têm cursos em diferentes áreas e aceitam novos alunos por meio do Enem, seja pelo ProUni, FIES ou ingresso direto.

Conheça:

 

Veja também:

Descubra quais faculdades EAD estão em alta em 2020

E aí, está animado(a) para encarar o Enem digital? Conte para a gente nos comentários!

Mostrar ComentáriosFechar Comentários

Deixe um comentário