dcsimg

Tem FIES para curso a distância?

(0.0 de 0)

Descubra se é possível conseguir um financiamento estudantil pelo FIES para pagar um curso EAD!

Ter FIES para curso a distância?

O FIES é um programa do Governo Federal que oferece crédito estudantil a juros baixos e prazo longo para pagar a faculdade particular. Este financiamento é destinado a estudantes que não têm condições de pagar as mensalidades do curso.

Em muitos casos, são auxílios financeiros como o FIES que tornam possível o acesso ao ensino superior de estudantes de baixa renda. Quando a intenção é fazer um curso a distância, esta ajuda é ainda mais necessária, pois a grande maioria dos cursos EAD é oferecida por universidades privadas.

Apesar de ter passado por uma série de mudanças recentemente, o FIES continua oferecendo financiamento estudantil apenas para cursos presenciais. Ou seja, por enquanto, ainda não existe FIES para cursos a distância.

A boa notícia é que existe uma outra iniciativa do Governo Federal que contempla os cursos EAD. É o Programa Universidade para Todos (ProUni), que concede bolsas de estudo a alunos de baixa renda em faculdades particulares presenciais e a distância de todo o Brasil.

Se você pretende fazer um curso EAD mas não tem condições de bancar a mensalidade de uma faculdade particular, saiba como concorrer a uma bolsa de estudos pelo ProUni. Conheça também os financiamentos privados que aceitam estudantes da modalidade a distância!

Como funciona o ProUni?

O ProUni distribui bolsas de estudos em universidades particulares para alunos de baixa renda. Existem vagas para cursos presenciais e também a distância. A seleção é feita através da nota do Enem.

Existem dois tipos de bolsa ofertadas pelo programa:

  • Bolsa Integral – cobre 100% dos custos da faculdade e o aluno não precisa pagar nada até o final do curso.
  • Bolsa Parcial – cobre 50% do valor das mensalidades, sendo que a outra metade do curso deve ser paga pelo estudante.

 

Quem pode participar do ProUni?

Para se inscrever no ProUni é obrigatório ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) do ano anterior. Além disso, é preciso ter atingido um mínimo de 450 pontos na média geral das provas e nota maior que zero na redação.

O objetivo do ProUni é beneficiar estudantes que não têm condições de arcar com os custos de uma faculdade. Os critérios são diferentes para os dois tipos de bolsa:

  • Para concorrer a bolsas integrais, é preciso ter renda bruta familiar mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa.
  • Já no caso das bolsas parciais, a renda bruta familiar mensal exigida é de até três salários mínimos por pessoa.

As bolsas são distribuídas apenas para aqueles que não possuem um diploma de curso superior e se encaixam em pelo menos um dos seguintes requisitos:

  • Ter cursado o ensino médio completo em escola pública.
  • Ter cursado o ensino médio completo em escola particular na condição de bolsista integral.
  • Ter cursado parte do ensino médio em escola pública e parte em escola particular na condição de bolsista integral.
  • Ser pessoa com deficiência.
  • Ser professor da rede pública de ensino, integrando o quadro de pessoal permanente da instituição e concorrer exclusivamente a bolsas para os cursos de licenciatura. Neste caso, o professor está dispensado de cumprir o critério de renda para pedir uma bolsa do ProUni.

O processo de seleção para participar do ProUni acontece duas vezes ao ano, no início de cada semestre, e sempre há vagas para cursos a distância.

Quem escolhe esta modalidade de ensino tem uma certa vantagem. Isto acontece porque a concorrência para as bolsas de estudos em cursos EAD é mais baixa do que a disputa pelas bolsas presenciais. Como muita gente ainda não sabe que dá para fazer um curso a distância pelo ProUni, há casos em que nem todas as vagas são ocupadas durante o processo regular.

Para preencher estas vagas, o ProUni pode abrir um processo seletivo de bolsas remanescentes. Nesta nova etapa de seleção são exigidos os mesmos requisitos. Porém, são aceitas as notas do Enem de anos anteriores (a partir de 2010).

Se você já fez alguma edição do Enem a partir de 2010 e está interessado em uma bolsa de estudos para curso a distância, fique atento aos períodos de inscrição das bolsas remanescentes do ProUni.

 

Universidades que aceitam o ProUni para cursos EAD

Podem participar do ProUni apenas as instituições de ensino particulares credenciadas pelo Ministério da Educação (MEC) e que tenham seus cursos reconhecidos e bem avaliados.

Algumas universidades costumam disponibilizar vagas para cursos EAD pelo ProUni, mas a oferta varia a cada novo processo seletivo. Conheça algumas das principais instituições reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC que participam do ProUni:

Financiamento privado para cursos EAD

Conseguir um crédito estudantil é uma alternativa mais leve para pagar a faculdade sem comprometer o orçamento familiar. Um dos mais conhecidos e que possui convênio com diversas universidades do País é o PRAVALER. Este programa permite financiar o valor total das mensalidades de um curso a distância.

Algumas universidades também oferecem descontos nas mensalidades ou descontos para alunos que obtiveram uma boa pontuação no Enem.

Uma boa dica para quem busca alternativas para pagar uma universidade é entrar no site da instituição em que pretende se matricular. Lá existem diversas informações sobre descontos, bolsas, financiamentos e parcelamentos que são oferecidos para os cursos EAD.

Veja também:

Financiamentos para cursos EAD

 

Você está buscando alternativas para pagar seu curso a distância? Conte para a gente se vai tentar uma bolsa ou um financiamento estudantil!

Deixe seu comentário:

Versão para impressão Informar erro

-

Novidades sobre EAD

Cadastre-se para receber nossa newsletter e acompanhe as últimas notícias sobre EAD:

}, 7000);