dcsimg

Sabe quanto ganha um professor no país? Descubra agora mesmo

(0.0 de 0)

Veja quanto ganha um professor em diversos níveis de ensino por todo o Brasil!

Quanto ganha um Professor

Você sabia que o Brasil está entre os países que formam mais profissionais de educação no mundo? De acordo com um relatório do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), todo ano mais de 220 mil educadores com diploma de nível superior entram no mercado brasileiro!

Metade desse pessoal se forma em Pedagogia e o restante se distribui entre as diversas licenciaturas disponíveis: Matemática, Química, Letras, Geografia, Biologia...

Tanta gente assim querendo ser professor pode dar a impressão de que a concorrência é alta na hora de conseguir emprego. Mas a realidade é justamente o oposto disso: apesar de ter um grande número de novos docentes, ainda sobram vagas por aqui, sobretudo na rede básica de ensino.

A gente sabe que quando se pensa em carreiras com os mais altos salários, dificilmente o professor aparece no topo da lista, geralmente ocupado por quem faz Medicina, Direito e Engenharia. Mas a empregabilidade é alta, há uma série de incentivos do Governo Federal para cursar Pedagogia ou Licenciatura (FIES e ProUni são alguns exemplos) e, dependendo da qualificação, dá para alcançar uma remuneração interessante.

Outra boa notícia é que os cursos de Pedagogia e Licenciatura podem ser feitos a distância! Pedagogia, inclusive, é a graduação EAD com a maior quantidade de alunos matriculados no Brasil.

Fomos atrás das médias salariais de professores em diversos níveis de ensino e preparamos um panorama bem completo de quanto esse profissional pode ganhar. Ao final, indicamos boas faculdades a distância para você entrar com o pé direito nesta carreira. Confira!

 

Quanto ganha um professor no Brasil?

De acordo com o Guia de Profissões e Salários da Catho – um dos maiores sites de recrutamento do País – um professor brasileiro ganha em média R$ 1.823. A pesquisa considera professores de todos os tipos, com diferentes jornadas semanais, e apresenta o seguinte ranking de remuneração por estado:

  1. Rio Grande do Sul: R$ 1.924
  2. Ceará: R$ 1.889
  3. Minas Gerais: R$ 1.874
  4. São Paulo: R$ 1.819
  5. Paraná: R$ 1.760
  6. Mato Grosso: R$ 1.722
  7. Bahia: R$ 1.695
  8. Distrito Federal: R$ 1.602
  9. Goiás: R$ 1.597
  10. Mato Grosso do Sul: 1.538

 

Dependendo do nível de ensino, a média salarial pode partir de pouco mais de R$ 1.000 e superar R$ 3.500. Veja alguns exemplos mais específicos encontrados na Catho:

  • Professor de Educação Especial: R$ 1.040
  • Professor de Educação Infantil: R$ 1.753
  • Professor de Ensino Fundamental: R$ 1.862
  • Professor de Ensino Médio: R$ 2.069
  • Professor de Ensino Técnico: R$ 2.132
  • Professor de Ensino a Distância: R$ 2.439
  • Professor Universitário: R$ 3.504

 

Já no Banco Nacional de Empregos (BNE), os valores são bem mais altos. A pesquisa leva em conta o porte da empresa contratante e o tempo de experiência do profissional. Para a denominação geral de Professor, temos o seguinte:

Professor em empresa de pequeno porte

  • Até 2 anos: R$ 1.565
  • Entre 2 e 4 anos: R$ 1.957
  • Entre 4 e 6 anos: R$ 2.446
  • Entre 6 e 8 anos: R$ 3.058
  • Mais de 8 anos: R$ 3.822

 

Professor em empresa de médio porte

  • Até 2 anos: R$ 2.035
  • Entre 2 e 4 anos: R$ 2.544
  • Entre 4 e 6 anos: R$ 3.180
  • Entre 6 e 8 anos: R$ 3.975
  • Mais de 8 anos: R$ 4.969

 

Professor em empresa de grande porte

  • Até 2 anos: R$ 2.646
  • Entre 2 e 4 anos: R$ 3.307
  • Entre 4 e 6 anos: R$ 4.134
  • Entre 6 e 8 anos: R$ 5.168
  • Mais de 8 anos: R$ 6.460

 

Pesquisando um pouco mais a fundo, é possível descobrir quanto ganha um professor nos mais diferentes níveis e contextos educacionais do País. Dê uma olhada no que traz o levantamento do BNE:

 

Professor de Escolas Rurais

  • Até 2 anos: R$ 921 a R$ 1.556
  • Entre 2 e 4 anos: R$ 1.151 a R$ 1.945
  • Entre 4 e 6 anos: R$ 1.439 a R$ 2.432
  • Entre 6 e 8 anos: R$ 1.799 a R$ 3.040
  • Mais de 8 anos: R$ 2.248 a R$ 3.800

 

Professor de Educação Infantil

  • Até 2 anos: R$ 968 a R$ 1.635
  • Entre 2 e 4 anos: R$ 1.210 a R$ 2.044
  • Entre 4 e 6 anos: R$ 1.512 a R$ 2.556
  • Entre 6 e 8 anos: R$ 1.890 a R$ 3.195
  • Mais de 8 anos: R$ 2.363 a R$ 3.994

 

Professor do Ensino Fundamental

  • Até 2 anos: R$ 921 a R$ 1.556
  • Entre 2 e 4 anos: R$ 1.151 a R$ 1.945
  • Entre 4 e 6 anos: R$ 1.439 a R$ 2.432
  • Entre 6 e 8 anos: R$ 1.799 a R$ 3.040
  • Mais de 8 anos: R$ 2.248 a R$ 3.800

 

Professor do Ensino Médio

  • Até 2 anos: R$ 1.369 a R$ 2.313
  • Entre 2 e 4 anos: R$ 1.711 a R$ 2.892
  • Entre 4 e 6 anos: R$ 2.139 a R$ 3.615
  • Entre 6 e 8 anos: R$ 2.674 a R$ 4.519
  • Mais de 8 anos: R$ 3.342 a R$ 5.649

 

Professor de Ensino Profissionalizante

  • Até 2 anos: R$ 1.431 a R$ 2.419
  • Entre 2 e 4 anos: R$ 1.789 a R$ 3.024
  • Entre 4 e 6 anos: R$ 2.236 a R$ 3.780
  • Entre 6 e 8 anos: R$ 2.795 a R$ 4.725
  • Mais de 8 anos: R$ 3.494 a R$ 5.906

 

Professor de Universidade

  • Até 2 anos: R$ 2.271 a R$ 3.839
  • Entre 2 e 4 anos: R$ 2.839 a R$ 4.799
  • Entre 4 e 6 anos: R$ 3.549 a R$ 5.999
  • Entre 6 e 8 anos: R$ 4.437 a R$ 7.499
  • Mais de 8 anos: R$ 5.546 a R$ 9.373

 

Professor tem piso salarial?

Professores da rede pública de ensino básico têm um piso salarial definido pela  Lei nº 11.738, de 16 de julho de 2008. O valor é de R$ 2.135, reajustado anualmente, em janeiro. Na prática, nem todos os estados seguem esse valor e ainda há escolas que pagam menos que o piso em alguns lugares.  

No caso dos professores da rede básica privada, o que temos são acordos e convenções coletivas de trabalho, firmadas entre empregadores e sindicatos da categoria. Veja alguns exemplos de piso salarial determinados pelo Sindicato dos Professores de São Paulo (SINPRO-SP):

  • R$ 1.132 para professores com jornada de 22 horas semanais em escolas que só tenham educação infantil
  • R$ 1.265 para professores com jornada de 22 horas semanais em escolas que tenham educação infantil e até a 5a série do ensino fundamental
  • R$ 15 a hora-aula para professores do 6º ao 9º ano ou período noturno, nos níveis fundamental e médio
  • R$ 16,65 a hora-aula para professores do ensino médio.
  • R$ 15,83 a hora-aula para professores de cursos de formação inicial e continuada de trabalhadores e de cursos de educação profissional técnica de nível médio
  • R$ 23,24 a hora-aula para professores de cursos pré-vestibulares

 

O SINPRO-SP revela também os melhores salários pagos no estado por nível de ensino:

  • Educação Infantil: R$ 9.351
  • Ensino Fundamental (1o ao 5o ano): R$ 9.351
  • Ensino Fundamental (6o ao 9o ano): R$ 70 a hora-aula
  • Ensino Médio: R$ 75 a hora-aula
  • Ensino Técnico: R$ 96 a hora-aula
  • Ensino Supletivo: R$ 48 a hora-aula
  • Curso Pré-vestibular: R$ 80 a hora-aula
  • Ensino Superior: R$ 165 a hora-aula para professores com mestrado ou doutorado

 

Na rede federal de ensino superior há uma tabela de remuneração organizada de acordo com o plano de carreira. Nela, há professores auxiliares, assistentes, adjuntos, associados e titulares. Em cada uma dessas categorias pode haver de um a quatro níveis diferentes. O vencimento básico é de R$ 2.129 para um recém-contratado que tem apenas a graduação ou especialização. A esse vencimento podem ser adicionadas gratificações para quem tem mestrado e doutorado, por exemplo. Professores com bastante experiência e qualificação podem chegar a ganhar R$ 17.000.

Professores universitários da rede particular têm pisos salariais definidos por acordos entre o sindicato da categoria/região e os empregadores.

 

Onde estudar a distância para ser professor

Para quem pretende lecionar na educação infantil e nos primeiros anos do ensino fundamental, o caminho é fazer Pedagogia. Para dar aulas a partir do 6o ano do ensino fundamental, é preciso fazer um curso de licenciatura. São várias opções a distância. Conheça algumas:

  • Artes
  • Artes Cênicas
  • Artes Visuais
  • Biologia
  • Ciência da Computação
  • Ciências
  • Ciências Agrárias
  • Letras
  • Matemática
  • Música
  • Química
  • Sociologia
  • Teatro
  • Turismo

 

Professores universitários podem começar sua carreira na licenciatura, se quiserem lecionar disciplinas básicas (Português, Química, etc.). Para dar aulas mais específicas, o futuro professor deve ter o título de bacharel, seguido de um Mestrado ou Doutorado.

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer cursos a distância para quem quer ser professor:

 

Veja também:

Como funciona a Licenciatura a distância?

 

O levantamento ajudou você a entender melhor quanto ganha um professor no Brasil? Conte para a gente nos comentários!

Deixe seu comentário:

Versão para impressão Informar erro

-

Novidades sobre EAD

Cadastre-se para receber nossa newsletter e acompanhe as últimas notícias sobre EAD:

}, 7000);