dcsimg

Descubra quais as profissões mais bem pagas

(0.0 de 0)

Médicos, engenheiros, geólogos e até pilotos: veja quem está na lista dos profissionais com os melhores salários no Brasil!

Profissões mais bem pagas

Não dá para negar que a possibilidade de ganhar um bom salário é um atrativo e tanto na hora de escolher qual carreira seguir.

O dinamismo do mundo profissional vive abrindo espaço para novas habilidades ou voltando a valorizar aquelas que andavam um pouco esquecidas. Um exemplo disso aparece no ranking dos profissionais mais bem pagos que veremos a seguir. Você imaginaria encontrar um geólogo, um tabelião ou um curador de artes entre eles?

A lista foi extraída de um levantando encomendado à Catho – um dos maiores grupos de recrutamento e seleção do País – pela Infomoney e Bloomberg, agências especializadas em finanças.

O resultado traz algumas profissões já bem conhecidas, como Medicina e Direito, e outras emergentes, como Arquitetura de Informação.

Descubra a seguir quais as profissões mais bem pagas no Brasil ultimamente!

Profissões mais bem pagas

A lista traz 10 profissões. O primeiro lugar não é surpresa para ninguém. Medicina tem estado há anos no topo de diversos rankings dos melhores salários do País.

Veja quais são as profissões mais quentes ultimamente, segundo a pesquisa da Catho/Infomoney:

Médicos

Os médicos são os profissionais mais bem pagos do Brasil. A média salarial em algumas especialidades supera R$ 20 mil por mês.

Em primeiro lugar estão os cirurgiões plásticos – afinal o Brasil lidera, junto com os Estados Unidos, o ranking dos maiores consumidores de intervenções plásticas no mundo.

Em segundo lugar vêm os ortopedistas, seguidos dos mastologistas (especializados em tratar doenças das mamas, como o câncer). As médias salariais reveladas pela pesquisa da Catho/Infomoney são as seguintes:

  1. Cirurgião plástico – R$ 20.032
  2. Ortopedista – R$ 14.577
  3. Mastologista – R$ 10.643

Para entrar na carreira de Medicina é preciso encarar seis anos de graduação presencial em regime de dedicação integral. Depois disso, serão necessários outros dois ou três anos de especialização (ortopedia, pediatria, oncologia, etc.) Nas faculdades, os processos seletivos para o curso de Medicina são concorridos e difíceis de entrar. Nas particulares, o valor médio da mensalidade ultrapassa os R$ 5 mil.

Tabelião

O tabelião é quem cuida de cartórios. Desde a promulgação da Constituição de 1988, esses profissionais são contratados por meio de concurso público. É exigido o diploma de bacharel em Direito ou dez anos de exercício da função.

A remuneração média de um tabelião no Brasil, segundo a Catho/Infomoney, é de R$ 14.800. O valor é calculado após abatidas as despesas com impostos, funcionários e serviços. Muitas vezes o lucro é muito maior, já que não há um limite constitucional de quanto este profissional pode ganhar (ao contrário de outros funcionários públicos).

O difícil aqui é conseguir entrar. Os concursos não são muito frequentes e a prova é uma maratona: tem exames escritos, orais e práticos; psicotécnico; laudo neurológico e psiquiátrico; entrevista e avaliação de títulos.

Hoje a maioria dos tabeliães são bacharéis em Direito. O curso está disponível em um bom número de faculdades públicas e privadas do País, tem cinco anos de duração e é oferecido somente na modalidade presencial.

Piloto de avião

Para ser piloto de avião não é necessário ter curso superior. No entanto, para chegar lá o aluno terá que passar por treinamentos que vão exigir muita dedicação e estudo redobrado.

O órgão que licencia pilotos, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), é extremamente exigente e, pela legislação, só é possível chegar às grandes empresas de aviação comercial depois de cumprir pelo menos 1.500 horas de voo – o que não é pouca coisa.

Quem tem curso superior e inglês fluente agrega diferenciais importantes ao currículo e pode se destacar em processos seletivos.

Uma opção interessante para entrar na carreira com o pé direito é fazer o curso de Ciências Aeronáuticas, oferecido por algumas faculdades brasileiras, dentre as quais a Universidade Estácio de Sá (UNESA) e a Universidade Norte do Paraná (UNOPAR).

O salário médio dos pilotos é o seguinte:

  • Piloto sênior: R$ 14.464
  • Piloto júnior: R$ 8.246

Engenheiro

A Engenharia também aparece com frequência na lista das profissões mais bem remuneradas. Na lista da Catho/Infomoney aparecem nada menos que seis habilitações entre as que rendem melhores salários. São elas:

  1. Engenheiro de Obras: R$ 11.063
  2. Engenheiro de Petróleo e Gás: R$ 10.731
  3. Engenheiro Civil: R$ 10.558
  4. Engenheiro de Qualidade: R$ 9.629
  5. Engenheiro Eletricista: R$ 9.412
  6. Engenheiro Químico: R$ 9.232

O curso de Engenharia é encontrado com facilidade nas universidades públicas e privadas de todo o País e com um bom diferencial: muitas agora oferecem a graduação a distância, com aulas em laboratório nos polos de apoio. É o formato ideal para quem precisa estudar mas anda sem tempo para frequentar uma faculdade todos os dias. O currículo de Engenharia EAD é semelhante ao do presencial e o diploma obtido em curso a distância reconhecido pelo MEC tem exatamente a mesma validade em todo o território nacional.

Controller

O Controller é um gestor de controladoria. É o profissional responsável por planejar e desenvolver planos econômicos e financeiros, analisar informações contábeis, projetar faturamento e reduzir despesas.

Geralmente o cargo é ocupado por profissionais formados em áreas como Ciências Contábeis, Administração, Economia ou Gestão Financeira. Pós-graduações aqui são mais que bem-vindas!

O salário médio de um controller no Brasil é de R$ 9.739. Esse valor pode ser até cinco vezes maior caso o profissional chegue a um cargo de gerência financeira em uma grande empresa.

 Os cursos para formação de profissionais de Finanças estão à disposição na modalidade presencial e a distância de diversas faculdades brasileiras. Tem opções em grau de bacharelado e de formação tecnológica (com 2 anos de duração, em média). 

Geólogo

No Brasil, o geólogo encontra um farto campo de trabalho em mineradoras, petrolíferas e empresas de engenharia em geral. Ele é responsável pela gestão de projetos de extração e beneficiamento de recursos minerais, mapeamento de áreas, cuidados ambientais e tratamento de água.

A média salarial de um geólogo no Brasil, segundo a Catho/Infomoney, é R$ 9.549.

Quem quer seguir esta carreira vai encontrar o curso de Geologia em apenas algumas universidades – a grande maioria pública. A duração é de cinco anos e está disponível apenas na modalidade presencial.

A pesquisa da Catho/Infomoney refere-se ao curador de arte que trabalha em museus. A função é conhecer a produção artística em todo o mundo e escolher aquelas de maior relevância para exposições e mostras. Ele também cuida da montagem e supervisão desses eventos.

O salário médio apresentado pelo levantamento é de R$ 9.273.

Quem quiser apostar na carreira de curador vai ter que estudar bastante. Um começo é fazer o curso de Artes, que está disponível em inúmeras faculdades e com diversas especializações – cênicas, teatro, plásticas, dança, etc. Dá para estudar presencialmente ou a distância e o tempo médio de formação é de quatro anos.

Professor

Professores do ensino superior com experiência e título de doutorado ganham uma média de R$ 8.924 no Brasil, aponta o levantamento da Catho/Infomoney.

Para chegar lá, no entanto, será preciso investir bastante em estudos. No caso dos professores da rede pública de ensino superior, será preciso ser aprovado em concurso público. Os salários podem ultrapassar os R$ 17.000 para veteranos em regime de dedicação exclusiva.

Arquiteto de Informação

Aqui trata-se de outro tipo de arquitetura, não aquela que estamos acostumados a ver. No lugar de prédios, praças e viadutos temos sistemas, formulários, banco de dados, redes, infraestrutura e tecnologias diversas.

O arquiteto de informação trabalha com a organização de dados para que cheguem ao destinatário com mais eficiência, independentemente do meio (internet, aplicativos de celular, etc.).

As médias salariais variam de acordo com o tipo de arquiteto da informação:

  • Arquiteto de Soluções: R$ 8.233
  • Arquiteto de Sistemas Júnior: R$ 7.998
  • Arquiteto Java (linguagem de programação): R$ 7.867

Arquitetura da Informação é uma profissão multidisciplinar. Quem quiser entrar nessa área pode estudar Comunicação, Engenharia, Design ou Desenvolvimento de Sistemas, apenas para citarmos alguns exemplos.

Tecnologia da Informação

A Tecnologia da Informação é outra constante em listas de profissões mais bem pagas do Brasil. Com carência de profissionais especializados, o País tem pago salários cada vez maiores àqueles profissionais que procuram dominar as tecnologias mais recentes.

As médias salariais são as seguintes:

  • Consultor de Banco de Dados: R$ 8.230
  • Analista Programador Sênior: R$ 7.574

Existem diversos cursos relacionados à TI disponíveis no Brasil: Engenharia de Computação, Ciências da Computação, Gestão da Tecnologia da Informação, Redes de Computadores, Bancos de Dados, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, etc. Muitos deles, inclusive, podem ser feitos a distância.

 

Onde estudar

Dos cursos que formam os profissionais mais bem pagos do Brasil, apenas Medicina, Direito e Geologia não podem ser feitos a distância. O restante está disponível em um bom número de faculdades públicas e privadas em diferentes modelos (online ou semipresencial.)

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer cursos que formam os profissionais mais bem pagos do Brasil:

Veja também:

Os cursos EAD mais bem pagos

 

Está pensando em entrar em algum desses cursos? Conte para a gente nos comentários!

Deixe seu comentário:

Versão para impressão Informar erro

-

Novidades sobre EAD

Cadastre-se para receber nossa newsletter e acompanhe as últimas notícias sobre EAD:

}, 7000);