dcsimg

Saiba como usar o PEP da Anhanguera pra parcelar seus estudos

(0.0 de 0)

Descubra as vantagens do sistema de parcelamento oferecido pela Anhanguera, uma das maiores redes de ensino do Brasil!

PEP Anhanguera

O Parcelamento Estudantil Privado do Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) é uma mão na roda para quem não pode mais adiar o sonho de fazer uma faculdade mas anda com o orçamento apertado.

Com o PEP é possível parcelar até 70% do valor total do curso sem juros, sem comprovação de renda e com parcelas que só serão cobradas depois da formatura.

O benefício está disponível para inúmeros cursos da Anhanguera e tem modalidades diferentes de parcelamento – sem falar na facilidade de contratação!

A seguir, saiba como usar o PEP da Anhanguera para parcelar as mensalidades dos seus estudos e conseguir entrar de vez no mercado de trabalho com um diploma de nível superior!

 

Entenda o PEP da Anhanguera

O PEP é uma opção de financiamento estudantil oferecido aos alunos da Anhanguera. Com ele, é possível parcelar uma parte do curso de graduação sem juros.

Todo o procedimento é facilitado, sem qualquer burocracia. O aluno que passa no processo seletivo da Anhanguera já tem crédito pré-aprovado automaticamente. O total parcelado só será cobrado depois da formatura. O valor é corrigido pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) e é aplicado durante todo o tempo que durar o contrato.

O prazo de parcelamento pode ser o mesmo tempo de duração do curso. O aluno que parcela um curso de 4 anos, por exemplo, terá mais 4 anos depois de formado para quitar a dívida do PEP.

 

Como contratar o PEP da Anhanguera

O PEP está disponível apenas para alunos que acabaram de entrar na Anhanguera. A contratação é bastante simples:

Depois de ser aprovado no processo seletivo da Anhanguera, o aluno deve dirigir-se à unidade de estudo e fazer a matrícula.

No momento da matrícula, deve informar que deseja aderir ao PEP.

Em seguida, precisa escolher qual modalidade de parcelamento deseja obter – entenda as diferenças a seguir.

 

Modalidades de parcelamento do PEP

O PEP possui pelo menos três modalidades de parcelamento:

PEP 30: permite que o aluno pague 30% do valor da mensalidade no primeiro ano de estudos. Depois, o percentual vai aumentando gradativamente, da seguinte forma:

40% do valor da mensalidade no segundo ano

50% do valor da mensalidade no terceiro ano

60% do valor da mensalidade no quarto ano

O restante será pago após a formatura.

 

PEP 50: parcela metade do valor do curso. Essa porcentagem, ao contrário do PEP 30, não varia de semestre para semestre. É como pagar a faculdade no dobro de tempo do curso.

 

PEP 25: essa modalidade está disponível apenas para cursos com até 2 anos de duração. No primeiro ano o aluno paga 25% do valor da mensalidade. No segundo, 35%. Os saldo devedor é pago em até 24 parcelas depois da formatura.

 

Quem pode solicitar o PEP Anhanguera?

Infelizmente o PEP ainda não está disponível para cursos a distância. Só podem solicitar o benefício os alunos de graduações presenciais que atendam aos seguintes requisitos:

  • Ser aluno recém-ingressado na Anhanguera ou estar cursando o primeiro semestre do curso
  • Alunos recém-transferidos também podem solicitar o benefício
  • Ter registro acadêmico

O benefício não se aplica a:

  • Alunos de Medicina
  • Bolsistas do ProUni (parcial ou integral)
  • Beneficiários do FIES
  • Alunos de cursos a distância

Para aderir ao PEP é preciso ficar atento. O aluno deve fazer a solicitação enquanto o processo seletivo está aberto. As vagas são limitadas.

Alunos que ganham desconto por convênio empresarial também podem contratar o PEP.

 

Quais cursos podem ser parcelados pelo PEP?

A lista de cursos disponíveis no PEP é limitada e o benefício não se estende a todas as graduações da Anhanguera. Todo semestre os cursos atendidos podem mudar.

No entanto, vimos que nas últimas edições do PEP a lista de opções tem sido bem extensa. Veja alguns exemplos de cursos participantes, todos presenciais:

Administração

Arquitetura e Urbanismo

Automação Industrial

Biomedicina

Ciência da Computação

Ciências Biológicas

Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo

Comunicação Social - Habilitação em Publicidade e Propaganda

Design de Interiores

Design de Moda

Direito

Educação Física

Enfermagem

Engenharia Ambiental

Engenharia Civil

Engenharia de Produção

Engenharia Elétrica

Engenharia Mecânica

Farmácia

Fisioterapia

Gastronomia

Gestão de Recursos Humanos

Marketing

Mecatrônica Industrial

Medicina Veterinária

Nutrição

Pedagogia

Psicologia

Relações Internacionais

Serviço Social

Sistemas de Informação

Turismo

A oferta varia de acordo com a unidade e pode ser diferente a cada edição. Para saber se o curso que você deseja está disponível no PEP do semestre atual, entre em contato com a Anhanguera mais próxima ou confira o edital do processo seletivo.

 

O que é melhor: PEP, FIES ou ProUni?

Entenda as diferenças antes de fazer sua escolha:

PEP Anhanguera

É um parcelamento sem juros.

O valor das parcelas é ajustado de acordo com o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo).

O aluno não precisa ter conta em banco para aderir ao PEP.

O tempo de parcelamento é de até duas vezes a duração do curso.

O aluno não precisa ter feito o Enem.

Também não precisa comprovar renda.

Não vale para o curso de Medicina.

Só vale para cursos presenciais.

 

FIES – Fundo de Financiamento Estudantil

É preciso ter feito qualquer edição do Enem a partir de 2010, com desempenho de pelo menos 450 pontos nas provas objetivas e nota acima de zero na redação.

Exige comprovação de renda bruta familiar mensal, que não pode ultrapassar três salários mínimos por pessoa.

É um processo seletivo. Quanto maior a nota do Enem, maiores as chances de conseguir o FIES.

O aluno precisa ter conta no Banco do Brasil ou na Caixa Econômica Federal.

Está disponível para o curso de Medicina.

Financia até 95% do valor do curso.

Os juros são de 6,5% ao ano.

A dívida começa a ser paga depois da formatura e pode ser parcelada em vários anos.

Só vale para cursos presenciais.

 

ProUni – Programa Universidade para Todos

É um programa de bolsas de estudos parciais ou integrais – ou seja, não se trata de financiamento estudantil nem parcelamento.

Para concorrer no processo seletivo é obrigatório ter feito o Enem mais recente, com pelo menos 450 pontos nas provas objetivas e nota maior que zero na redação. Quanto maior a nota do Enem, maiores as chances de conseguir o ProUni.

Exige comprovação de renda bruta familiar mensal de até três salários mínimos por pessoa.

O candidato a uma bolsa também precisa ter feito o ensino médio em escola pública ou cursado uma particular com bolsa de estudos integral.

Alunos que já têm diploma de graduação não podem concorrer.

Está disponível para o curso de Medicina.

Vale para cursos presenciais e a distância.

 

Veja também:

Financiamentos para cursos EAD

Está de olho em algum financiamento estudantil? O que achou do PEP? Conte para a gente nos comentários!

Deixe seu comentário:

Versão para impressão Informar erro

-

Novidades sobre EAD

Cadastre-se para receber nossa newsletter e acompanhe as últimas notícias sobre EAD:

}, 7000);