dcsimg

Existe preconceito contra EAD?

(0.0 de 0)

Preconceito contra EAD é coisa do passado! Descubra por que essa modalidade está sendo cada vez mais aceita no mercado e veja onde encontrar cursos de qualidade!

Existe preconceito contra EAD?

Há muitas vantagens em escolher a modalidade de cursos a distância: flexibilidade, preços mais atrativos, economia em tempo e deslocamentos. Mesmo assim, muitos estudantes ficam em dúvida se, depois de formados, vão enfrentar preconceito por ter optado pela graduação EAD.

 

O fato é que existe cada vez menos preconceito. Um dos principais motivos é que há mais de uma década os cursos superiores a distância formam profissionais de qualidade. Outra razão é que as tecnologias de comunicação ganham mais espaço na sociedade, o que torna cada vez mais natural seu uso na educação.

 

Saiba por que o preconceito contra EAD está se tornando uma coisa do passado, quais são os fatores que contribuem para a qualidade dos cursos a distância e onde encontrar faculdades de qualidade que oferecem esta modalidade de estudo!

 

Crescimento do EAD

Desde que foi regulamentada, em 2005, a Educação a Distância registra crescimento no país. O levantamento mais recente do Ministério da Educação, divulgado em 2014, aponta que a graduação na modalidade EAD já representa 15% das matrículas totais. São mais de 1,1 milhão de estudantes, de um universo de mais de 7,3 milhões. O número de estudantes EAD cresceu 16,2% em relação à pesquisa anterior.

 

Para atender a essa demanda crescente, a cada ano o MEC autoriza a abertura de novos cursos a distância em todas as áreas do conhecimento. De acordo com dados do Ministério, são 1.148 cursos de graduação a distância, contra 1.044 do levantamento anterior. A taxa de crescimento também é maior no EAD do que no ensino presencial.

 

Controles de Qualidade

Se um curso EAD é reconhecido pelo MEC, significa que ele passou por um processo rigoroso de autorizações e avaliações que visam assegurar a qualidade do ensino superior. Os cursos EAD são submetidos aos mesmos controles que os presenciais:

-      a instituição deve ser credenciada;

-      a instituição deve ter a autorização do MEC para oferecer o curso;

-      o curso autorizado é avaliado periodicamente.

 

Validade do diploma EAD

O diploma obtido em uma graduação a distância vale tanto quanto o presencial. Pela lei brasileira, não há especificação da modalidade de ensino. A única condição que determina se um diploma é valido ou não é o reconhecimento do curso por parte do MEC, seja ele presencial ou a distância.

 

Na prática, o cenário é de crescente credibilidade. Isso porque os empregadores mais atentos entendem que o curso a distância desenvolve competências cada vez mais valorizadas no ambiente de trabalho, tais como:

  • Comprometimento
  • Autonomia
  • Persistência
  • Senso crítico
  • Disciplina

 

Enfrentando o desconhecimento

Muitas vezes o preconceito surge da falta de conhecimento. Com a educação a distância acontece a mesma coisa.

 

Veja as ideias mais comuns que se tem da EAD e como de fato  funciona:

 

  • Na EAD os cursos são mais fáceis: este é um dos preconceitos mais disseminados e também o mais equivocado. Nos cursos a distância as aulas e atividades são previamente planejadas e devem ser cumpridas pelo aluno em um prazo determinado. Por não ter horário fixo, o estudante deve saber organizar suas sessões de estudo para dar conta de  todas as atividades.

  • O estudante não tem contato com professores e colegas: os cursos de graduação são obrigados por lei a realizar um determinado número de horas no formato presencial. São atividades de integração, sessões de esclarecimento de dúvidas,  aulas de laboratório, estágio, avaliações, apresentação de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Ou seja, não faltam oportunidades para contatar os professores, tutores e colegas.

  • Os estudantes não aprendem tanto quanto no presencial: as avaliações do Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes) mostram que os alunos de graduações EAD têm ótimo desempenho. Basta consultar a base de dados do MEC (http:/hemec.mec.gov.br) para constatar que atualmente centenas de cursos a distância detêm as notas mais altas no Enade.

 

Grandes universidades que oferecem EAD

Outro fator que contribui para a mudança da imagem da Educação a Distância é a participação crescente de grandes universidades públicas e privadas.

Escolher uma instituição sólida é um dos primeiros fatores a ser levados em conta pelos estudantes – seja em um curso presencial ou a distância. Outros pontos a considerar são:

  • Métodos de ensino
  • Grade curricular
  • Tecnologias utilizadas
  • Material didático
  • Tipos de interação
  • Em quanto tempo as dúvidas serão respondidas, tanto em relação ao conteúdo didático quanto questões administrativas
  • Infraestrutura do polo presencial

 

Veja algumas das principais universidades reconhecidas pelo MEC que oferecem cursos de graduação a distância:

 

Privadas:

Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)

Universidade Norte do Paraná (UNOPAR)

Universidade Estácio de Sá (UNESA)

Centro Educacional Anhanguera (Anhanguera)

Escola de Administração de Empresas de São Paulo (FGV-EAESP)

 

Públicas:

Universidade de Brasília (UnB)

Universidade de São Paulo (USP)

Universidade Federal do Ceará (UFC)

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

Você pretende fazer uma graduação a distância? Conte pra gente

Deixe seu comentário:

Versão para impressão Informar erro

-

Novidades sobre EAD

Cadastre-se para receber nossa newsletter e acompanhe as últimas notícias sobre EAD:

}, 7000);