dcsimg

Confira como é o curso de Economia EAD

(0.0 de 0)

Saiba como funciona a graduação em Ciências Econômicas a distância. Veja também uma lista de faculdades onde estudar!

Confira como é o curso de Economia EAD

A Economia (ou Ciências Econômicas) dedica-se a compreender como a sociedade produz, distribui e consome bens e serviços. A ideia é analisar como as riquezas são criadas e como o dinheiro circula no mundo.

 

O curso de Economia EAD aborda desde as relações econômicas entre países até a economia das ruas, do dia a dia das pessoas. Uma mudança na política, na cultura ou até um desastre natural, por exemplo, pode mudar o comportamento da sociedade em relação ao consumo e à produção. Por isso, além de aprender a fazer cálculos e projeções, o aluno também desenvolve uma visão mais ampla de como o mundo funciona.

 

No curso de Economia a distância você irá aprender a analisar os diferentes cenários econômicos, desenvolver uma visão estratégica e preparar-se para atuar como gestor em diversos tipos de organização. Conheça mais sobre essa graduação, saiba como funciona o curso na modalidade a distância e veja onde estudar!

 

Como funciona o curso de Economia EAD

O curso de Ciências Econômicas a distância é uma graduação do tipo bacharelado, ou seja, o profissional formado tem um perfil generalista, que permite atuar em várias áreas do mercado.

 

Ao se matricular em um curso a distância, você vai fazer parte de uma turma com a qual terá contato por meio da internet e também nos encontros presenciais. Vamos ver em detalhes como funcionam esses dois momentos.

 

No ambiente virtual, acessado pela internet, você encontrará todas as disciplinas do curso. Os materiais podem estar em diversos formatos: aulas em vídeo, livros eletrônicos, textos de apoio, atividades, fóruns de discussão, jogos e outros. Além disso, você poderá acessar o perfil de colegas, participar de bate-papos e fazer trabalhos em grupo.

 

Os encontros presenciais são obrigatórios para qualquer graduação a distância. A frequência pode variar – semestral ou semanal, dependendo da faculdade. Entre as atividades presenciais estão: aulas de abertura de semestre, encontros de integração, provas finais e a apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

 

No curso de Economia, você passa não só por aqueles conteúdos mais técnicos, como cálculo de juros, mas também por questões mais complexas, como fusões de empresas ou a integração econômica entre países. Caso tenha alguma dúvida, é só entrar em contato com os tutores, que estão a postos para ajudar você a entender os conteúdos e também a resolver as questões administrativas. Lembre-se de que, ao entrar em um curso a distância, você fará parte de uma comunidade de aprendizagem. Portanto, conte com essa rede de apoio!

 

Agora, antes de se matricular em uma faculdade, preste atenção em um ponto importante: a instituição precisa estar autorizada pelo Ministério da Educação (MEC) a oferecer o curso de Economia EAD. Só assim seu diploma terá validade – e valerá tanto quanto o de um curso presencial. Aliás, o diploma reconhecido pelo MEC será o requisito para você se inscrever no Conselho Regional de Economia e poder exercer a profissão de economista!

 

Qual a duração do curso de Economia EAD

O curso de Economia tem duração média de quatro anos, que correspondem a oito semestres. A carga horária total é de 3.600 horas/aula e inclui formação teórica, encontros presenciais com as atividades práticas e a elaboração do TCC.

 

O que se estuda no curso de Economia EAD

O curso de Economia é uma oportunidade de ter contato com matérias tão distintas quanto Filosofia e Matemática Financeira. Mas por que estudar Filosofia ou Sociologia se o que eu quero mesmo é trabalhar na bolsa de valores?

 

Bom, os currículos do curso de Economia devem atender a alguns parâmetros definidos pelo MEC. São as Diretrizes Curriculares Nacionais. Elas definem que para formar o profissional da área econômica o estudante deve conhecer quatro áreas de conteúdos:

  • Formação Geral: são conteúdos introdutórios que fazem a relação da Economia com outras áreas do conhecimento, como Filosofia, Ética, Sociologia, Ciência Política, Administração, Direito, Contabilidade, Matemática e outras.
  • Formação Teórico-Quantitativa: são matérias com enfoque maior na Economia. Aqui a Matemática já vai para um nível mais avançado, acompanhando conteúdos de Estatística, Econometria, Micro e Macroeconomia. O estudante também vai aprender sobre a Economia em diferentes contextos, como internacional, político, público e monetário.
  • Formação Histórica: essas matérias buscam construir a base cultural para que o estudante se posicione de forma crítica sobre o cenário onde irá atuar. A ideia é entender como surgiu o pensamento da disciplina, como se deu a evolução econômica no Brasil e no mundo e os fatos que nos trouxeram à situação atual.
  • Teórico-Práticos: são conteúdos mais voltados para a prática, como pesquisas e a redação de monografias. Em algumas universidades é possível fazer estágio supervisionado e assim vivenciar a profissão. Já o TCC é obrigatório em todas as faculdades de Economia.

 

A partir dessas diretrizes, cada universidade elabora o currículo de seu curso de Economia. Algumas incluem matérias com enfoque local, sobre a vocação econômica da região, por exemplo.

 

Mesmo levando em conta as diferenças, é possível ter uma noção das matérias que você encontrará na graduação. Veja algumas das mais comuns:

  • Administração Financeira e Orçamentária
  • Análise de Projetos e Investimentos
  • Ciência Política
  • Comércio Exterior
  • Direito Econômico
  • Econometria
  • Economia Monetária e Sistema Financeiro
  • Matemática
  • Probabilidade e Estatística
  • Teoria dos Jogos

 

Como ingressar no curso de Economia EAD

A forma de ingresso no curso de Economia depende de cada universidade. Em instituições privadas geralmente são opções como vestibular tradicional, vestibular agendado e desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

 

Geralmente as vagas para cursos a distância são oferecidas em vestibulares separados dos cursos presenciais. A recomendação é consultar o site da instituição na qual você tem interesse para saber como funciona.

 

Onde estudar Economia EAD

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Economia a distância:

 

Veja também:

Melhores cursos de economia a distância

 

E então, pretende estudar Economia EAD? Conte para a gente aqui nos comentários!

Deixe seu comentário:

Versão para impressão Informar erro

-

Novidades sobre EAD

Cadastre-se para receber nossa newsletter e acompanhe as últimas notícias sobre EAD:

}, 7000);