dcsimg

EAD é confiável?

(0.0 de 0)

Saiba o que levar em conta na hora de avaliar um curso EAD para descobrir se é confiável!

Os cursos de graduação a distância ganham cada vez mais adeptos.

De acordo com o último censo do Ensino Superior, mais de um milhão de estudantes universitários optam por esta modalidade, devido à flexibilidade, qualidade e, muitas vezes, mensalidades mais acessíveis.

Se você está considerando fazer sua graduação a distância, mas ainda tem dúvidas se é uma escolha confiável, saiba que existe uma série de controles oficiais para assegurar a qualidade nos cursos EAD.

Como um curso é reconhecido pelo MEC

Para saber se um curso é confiável, o primeiro passo é verificar se ele é reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). Isso vale tanto para cursos a distância quanto os presenciais.

Se o curso é reconhecido, significa que:

  • a instituição já passou pelo processo de credenciamento no MEC e está autorizada a funcionar;
  • a instituição já obteve autorização do MEC para oferecer o curso EAD, que passa a ser avaliado periodicamente;
  • a instituição está apta a emitir o diploma com validade nacional.

Esses três processos são controles oficiais, que envolvem avalições feitas por equipes nomeadas pelo MEC e que dão a chancela para que o curso possa funcionar. Os controles também procuram evitar a precarização do ensino superior, coibir a oferta indiscriminada e a abertura de cursos sem estrutura adequada para atender os alunos.

 

Como saber se um curso é reconhecido pelo MEC

Se você já escolheu o curso e quer saber se é reconhecido, basta fazer uma pesquisa na base de dados do MEC, o portal e-mec. Lá você pode consultar também as três avaliações de qualidade que o MEC aplica aos cursos de graduação presenciais e EAD:

  • Conceito de Curso (CC): nesta avaliação, uma equipe nomeada pelo MEC visita a universidade para verificar como o curso atende aos requisitos pedagógicos, legais, normativos, do corpo docente e de  infraestrutura.
  • Conceito Preliminar de Curso (CPC):  avalia o quadro de professores, a infraestrutura e os recursos didático-pedagógicos. Leva em conta os resultados do Enade.
  • Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade): é uma prova aplicada estudantes dos primeiros e dos últimos anos do curso. O objetivo é verificar o desempenho dos alunos em relação a habilidades e competências previstas no currículo programático do curso.

Nas três avaliações as notas vão de 1 a 5. Notas abaixo de 3 são consideradas insatisfatórias. Se a informação marcar um traço (-), significa que o curso ainda não foi avaliado pelo MEC, mas está autorizado a funcionar. É interessante ressaltar que atualmente centenas de cursos EAD detêm notas mais altas que cursos presenciais, principalmente no Enade.

 

O que levar em conta na hora de avaliar uma graduação EAD

Além de pesquisar a base de dados do MEC, é importante que o estudante faça uma avaliação sobre o curso de graduação no qual deseja ingressar. Leve em conta estes dez aspectos:

-Instituição: pesquise sobre o histórico da universidade, sua idoneidade, reputação e metodologia de ensino.

-Grade curricular: compare o currículo do curso EAD com de outras instituições para saber o tipo de formação proporcionada atende às suas necessidades.

-Professores e tutores: pesquise sobre a experiência dos professores e tutores. Verifique como será a interação e em quanto tempo as suas dúvidas sobre o conteúdo serão respondidas.

-Material didático: verifique quais serão os materiais didáticos oferecidos pelo curso e como eles estarão disponíveis. Procure avaliar se o curso oferece um ambiente virtual de aprendizagem, vídeos, materiais impressos. Avalie também como será a interação entre os alunos.

-Polos credenciados: os cursos de graduação EAD realizam obrigatoriamente atividades presenciais, como seminários, aulas de reforço, exercícios nos laboratórios, avaliações e defesa de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Verifique se a universidade oferece um polo próximo à sua casa. Se possível,  faça uma visita e conheça a estrutura disponível. Verifique se o ambiente é adequado em termos de tamanho, conservação, conforto, limpeza, iluminação e segurança. Veja se conta com biblioteca e os laboratórios exigidos pelo curso que você deseja realizar.

-Equipe administrativa: avalie como será o contato para resolver dúvidas sobre matrículas, provas, notas, pagamento de mensalidades, problemas técnicos, entre outras questões. Anote todas as formas de contato, como telefones e e-mails, e os prazos para respostas.

-Alunos: busque a opinião de quem já faz o curso e também de quem já se formou. Caso você não conheça ninguém, peça para a instituição indicar alguns estudantes.

-Investimento: avalie os custos diretos e indiretos que você terá que arcar para realizar o curso. Verifique o que está incluído nas mensalidades e o que deve ser pago à parte.

-Teste: se a instituição oferecer esta possibilidade, participe de aulas demonstrativas e avalie os recursos, a interatividade e o material didático.

-Pré-requisitos: verifique quais são os pré-requisitos exigidos para o curso, como formação anterior, fluência nas tecnologias digitais, equipamentos necessários e conexão à internet para acessar os conteúdos do curso.

Universidades que oferecem graduação EAD

Entre centenas de instituições credenciadas e avaliadas periodicamente pelo Ministério da Educação para oferecer cursos de graduação a distância. Conheça algumas das principais:

Privadas:

 Públicas:

Veja mais cursos e universidades EAD reconhecidas pelo MEC  em Faculdades a Distância.

E então, você pretende fazer sua graduação na modalidade a distância? Conte pra gente!

Deixe seu comentário:

Versão para impressão Informar erro

-

Novidades sobre EAD

Cadastre-se para receber nossa newsletter e acompanhe as últimas notícias sobre EAD:

}, 7000);