dcsimg

Como é um curso virtual?

(0.0 de 0)

Curso virtual é aquele que você pode fazer online, pelo computador. Entenda como funciona e onde encontrar boas instituições que oferecem esse modelo!

Como é um curso virtual?

O curso virtual é feito a distância, sem a exigência da presença física diária do aluno em horários predeterminados. Para que isso funcione, as instituições de ensino oferecem plataformas tecnológicas especiais onde acontecem as aulas e todas as atividades relacionadas.

 

Quando se fala em ensino a distância, a vantagem que mais salta aos olhos é a comodidade de estudar sem sair de casa. Mas há outras, como flexibilidade de horários e economia com transporte e alimentação, por exemplo.

 

Existem cursos virtuais em diversas áreas e níveis de formação, sobre os mais diferentes assuntos. No Brasil, há inclusive muitos cursos virtuais de nível superior reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC). Ou seja, dá para se formar em uma faculdade por meio desse sistema!

 

Entenda a seguir os tipos de curso virtual, como funciona a modalidade e onde encontrar boas faculdades que oferecem essa opção de estudos!

 

Tipos de curso virtual

Os cursos virtuais são oferecidos nos mais variados temas. Para você ter uma ideia, eles podem ir desde assuntos mais curiosos, como adestramento de cães ou criação de peixes ornamentais, até artesanato, culinária, idiomas e uma infinidade de outras opções. Esses são os chamados cursos livres. Eles não são controlados pelo MEC, ou seja, não precisam seguir regras quanto à carga horária e conteúdo programático, por exemplo. Ao fazer um curso desse tipo o aluno pode obter um certificado de conclusão, mas o documento não tem o objetivo de atestar o grau de formação (nível médio, superior, ou pós, por exemplo).

 

No outro extremo estão os cursos virtuais que contam com o aval e o credenciamento do MEC. Podem ser técnicos (de nível médio) ou ainda cursos de nível superior oferecidos por universidades, e aí entram as graduações (tecnólogos, licenciaturas e bacharelados) e as especializações, ou pós-graduações. Todos esses cursos, por serem controlados pelo Ministério da Educação, precisam seguir regras bem específicas quanto a quesitos como organização, infraestrutura, qualidade e apoio oferecido aos alunos.

 

Como funciona um curso virtual

Todos os cursos virtuais, sejam eles livres, técnicos, superiores, etc., têm muitos pontos em comum. Vejamos alguns deles:

  • Os cursos virtuais fazem parte da modalidade a distância, conhecida pela sigla EAD (Ensino a Distância). Seu surgimento e desenvolvimento só foram possíveis graças às recentes inovações tecnológicas, que estão revolucionando os modos de comunicação entre as pessoas em todo o mundo.

 

  • Nesse contexto das novas formas de comunicação, professor e aluno também ganharam uma maneira diferente de se comunicar, a digital, em que a presença física não é mais necessária para que o aprendizado aconteça. A interação ocorre a distância, por meio de ambientes virtuais, com uma série de vantagens proporcionadas pela tecnologia, como a possibilidade de uso de recursos como vídeos, animações e gráficos, por exemplo.

 

  • Para participar de um curso virtual normalmente bastam os conhecimentos básicos de utilização de um computador, como navegar na internet, enviar e-mail e usar programas de edição de texto.

 

  • A flexibilidade de horários é outra característica comum a todos os cursos virtuais, além da comodidade de poder fazê-lo em casa, no local de trabalho ou em outro lugar. O aluno de um curso virtual pode assistir às aulas e realizar as atividades onde e quando quiser, desde que respeite o cronograma básico.

 

  • Em comparação com os presenciais, os cursos virtuais costumam sair mais em conta. Um dos principais motivos é que, por não precisar de um espaço físico e grande estrutura para receber os alunos o tempo todo, quem oferece o curso economiza e pode repassar essa economia ao estudantes em forma de preços mais baixos nas inscrições, matrículas e mensalidades.

 

  • Os cursos virtuais encurtam o caminho do aluno até o certificado ou diploma e são maneiras práticas de buscar uma colocação ou ascensão profissional.

 

  • Estudar a distância exige uma boa dose de disciplina e autonomia, características cada vez mais importantes e valorizadas no mercado de trabalho.

 

  • O fato de ser virtual não torna o curso mais fácil. No caso das graduações, por exemplo, tanto o conteúdo quanto as exigências de desempenho são iguais nas duas modalidades: EAD e presencial.

 

  • Ao se matricular em um curso virtual, o aluno recebe uma senha que lhe dará acesso a um ambiente específico do curso. As aulas podem ser tanto gravadas quanto transmitidas ao vivo, em tempo real, em dias e horários previamente agendados. É comum também que os cursos virtuais coloquem à disposição do estudante materiais extras, como textos, áudios e exercícios.

 

 

Cursos virtuais de nível superior

Como dizíamos no início, os cursos virtuais também estão presentes na educação superior brasileira.

 

É possível seguir diversas carreiras universitárias a distância. Administração, Engenharia e Pedagogia são apenas alguns exemplos, entre outras tantas dezenas de possibilidades.

 

Os cursos superiores a distância estão levando a oportunidade do diploma universitário a muitas regiões do país que antes não contavam com oferta satisfatória nesse campo.

 

O Ministério da Educação é peça-chave nesse processo de expansão dos cursos universitários online. É o MEC quem fiscaliza, reconhece e credencia os cursos superiores no país. O aval do MEC, portanto, é garantia de qualidade do curso e da instituição. O diploma obtido em um curso virtual reconhecido pelo MEC vale tanto quanto o presencial.

 

Os cursos virtuais de nível superior têm algumas particularidades. Os ambientes virtuais em que eles ocorrem necessitam ser mais robustos do que os sistemas dos cursos livres – trazem ao aluno um volume muito maior de possibilidades e ferramentas, como bibliotecas virtuais, espaços para fóruns de debates, vídeos, áudios, textos, exercícios e muito mais.

 

Além disso, um curso superior dura entre 2 e 5 anos e tem muitas matérias, o que demanda uma forte organização por parte da faculdade, dos professores e do aluno para que tudo corra bem e o estudante possa e tirar dele o melhor proveito.

 

 

Faculdades reconhecidas pelo MEC que oferecem cursos virtuais

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer cursos virtuais em nível superior:

 

Veja mais:

Cursos a distância com maior empregabilidade

 

Gostou de saber como é um curso virtual? Está pensando em fazer algum? Conte para a gente aqui nos comentários!

Deixe seu comentário:

Versão para impressão Informar erro

-

Novidades sobre EAD

Cadastre-se para receber nossa newsletter e acompanhe as últimas notícias sobre EAD:

}, 7000);