dcsimg

4 fatores que comprovam a eficácia do ensino a distância

(0.0 de 0)

Se você ainda duvida que o ensino a distância não pode proporcionar uma educação da mesma qualidade do ensino presencial, confira 4 fatores que comprovam a eficácia deste método!

eficacia

Há os que ainda não acreditam no ensino a distância. Alguns educadores acreditam que a disciplina exigida pela modalidade juntamente às experiências com os alunos em aulas presenciais não trazem bons resultados. Contudo, a eficácia do ensino a distância têm sido comprovada cada dia mais, seja pelo crescimento de cursos ofertados, inscritos, novas propostas do governo em criar universidades federais online e até mesmo através de pesquisas com alunos do EAD.

Neste mesmo cenário, especialistas afirmam que a modalidade é o futuro da educação, devido às inúmeras vantagens do método como possibilidade de alcance e custo consideravelmente inferior, seja para o desenvolvimento do curso ou para o aluno. Para você que ainda duvida que o ensino a distância não pode proporcionar uma educação da mesma qualidade do ensino presencial, separamos 4 fatores que comprovam a eficácia deste método:

Pesquisas com os alunos que já realizaram cursos a distância

Estudos realizados com alunos de cursos a distância retrataram um aproveitamento no aprendizado superior ao ensino presencial. Em 2009, a consultoria SRI International encomendou uma pesquisa sobre o assunto. Os resultados coletados entre os anos de 1996 e 2008 revelaram que, além do conhecimento equivalente, os alunos acabavam se dedicando mais tempo aos estudos. Em 2007, uma análise realizada pelo MEC sobre os resultados do Enade comprovaram que na maioria das áreas que eram ofertados cursos nas modalidades a distancia e presencial, os alunos do EAD demonstraram resultados superiores aos da modalidade presencial.

Recursos interativos

Ao contrário das salas de aula, onde os alunos têm um aprendizado em grande parte unidirecional (professor > aluno), o EAD traz inúmeros recursos para o aprendizado colaborativo. Algumas plataformas trazem fóruns de discussão, canais de mensagens privadas, chats e outros recursos dinâmicos como aulas em vídeo, jogos educativos, dentre outros itens desenvolvidos exclusivamente para captar e reter a atenção dos participantes dos cursos. Devido a esta diversidade de conteúdo, os alunos se sentem mais motivados ao aprendizado, além de contarem com uma vasta biblioteca digital ao alcance de alguns cliques.

Aumento do número de cursos e alunos inscritos na modalidade

Segundo dados do Censo da Educação Superior de 2010, a modalidade de ensino a distância, praticamente inexistente há 10 anos, já respondia a quase 15% das matrículas do ensino superior. Este número, que se encontrava na casa dos 5.000 inscritos teve um crescimento de 170 vezes, resultando um total -no ano da análise- em torno de 930.000 adeptos. Já em 2012, o Censo EAD.B, divulgado no 18° Congresso Internacional de Educação a Distância, trouxe a informação de que mais de 3,5 milhões de estudantes participavam na modalidade.

Investimentos do Governo

Recentemente, o Ministro da Educação, Aloízio Mercadante, foi à imprensa informar sobre um novo projeto de lei que seria encaminhado pelo MEC para a fundação da Universidade Federal a Distância. Segundo o Ministro, a modalidade é a melhor forma de democratizar o acesso e suprir o déficit do ensino no país. Em países estrangeiros esta é uma prática já difundida, com resultados impressionantes. Mais um fato que comprova a eficácia do método. Tendo em vista estes fatos, fica fácil perceber que o Ensino à Distância é tão eficaz quanto o presencial. Cada vez mais pessoas tiram proveito desta modalidade para atingir objetivos e metas que não seriam possíveis de outra maneira.  

E você? Já faz parte deste grupo? Conte as suas experiências nos comentários!

Deixe seu comentário:

Versão para impressão Informar erro

-

Novidades sobre EAD

Cadastre-se para receber nossa newsletter e acompanhe as últimas notícias sobre EAD:

}, 7000);