dcsimg

Sabe quanto ganha um pedagogo no país? Descubra agora mesmo

(0.0 de 0)

Conheça as variações salariais para quem fez Pedagogia, uma das profissões que mais crescem no Brasil!

Sabe quanto ganha um pedagogo no país? Descubra agora mesmo

Pedagogia é uma área que não para de crescer no Brasil. Não é para menos: as boas oportunidades de trabalho pipocam de norte a sul, o mercado de trabalho está sempre em busca de novos profissionais e dá para atuar em diversos segmentos.

 

O pedagogo é fundamental no desenvolvimento de projetos educacionais, de treinamento ou orientação, seja nas escolas, em empresas ou no serviço público. Pode também atuar em museus, bibliotecas e editoras de livros didáticos, apenas para citarmos algumas opções.

 

Além de estar entre as graduações mais procuradas do Brasil, Pedagogia também é campeã na modalidade de ensino a distância.

 

O que provoca a curiosidade de muita gente é: qual o motivo para tamanho sucesso? Vale a pena fazer o curso? Quanto, afinal, ganha um pedagogo no Brasil?

 

A resposta você vê a seguir!

 

 

Quanto ganha um pedagogo no país

O salário do pedagogo no Brasil pode variar bastante de acordo com o tempo de experiência do profissional, tipo de local onde ele trabalha, cargo que ocupa, se está no serviço público ou privado e por aí adiante.

 

A média salarial desse profissional pelo país ainda é baixa. Por mês, um pedagogo embolsa mais ou menos R$ 1.706, segundo dados do Guia de Profissões e Salários da Catho.

 

Os mesmos dados indicam também que as maiores médias salariais estão nos estados da Bahia (média de R$ 2.219) e do Rio de Janeiro (R$ 2.200). Em São Paulo, os valores ainda estão abaixo da média nacional, ficando pouco acima de R$ 1.600.

 

No entanto, a profissão é bastante diversificada e oferece ao pedagogo diversos ramos de atuação – o que amplia bastante a possibilidade de ganhar salários maiores.

 

De acordo com a Catho, temos os seguintes cargos com salários acima da média nacional:

  • Gerente Pedagógico: R$ 4.052
  • Consultor Pedagógico: R$ 3.232
  • Supervisor Pedagógico: R$ 3.104
  • Coordenador Pedagógico: R$ 2.574
  • Analista Pedagógico: R$ 2.164
  • Orientador Educacional: R$ 2.094
  • Pedagogo Empresarial (responsável por treinamentos corporativos): R$ 1.726

 

 

Melhores salários para pedagogo no Brasil

Quem quer ganhar bem na área de Pedagogia precisa investir pesado em atividades de direção e gestão de pessoas – essas são as áreas que tradicionalmente pagam melhor e devem continuar assim por um bom tempo.

 

Diretores pedagógicos são aqueles que coordenam, planejam e acompanham todos os passos de uma equipe pedagógica. Sob sua responsabilidade está a administração geral de uma instituição de ensino, desde a definição do calendário escolar até os próximos passos estratégicos.

 

Segundo dados do Banco Nacional de Empregos (BNE), o salário de um diretor escolar com bastante experiência e bem posicionado no mercado pode ultrapassar os R$ 17 mil!

 

Na Catho, a média salarial para cargos de direção pedagógica também é alta, chegando a quase R$ 11 mil.

 

 

Salário do pedagogo por tempo de serviço

Segundo o BNE, o salário de quem ocupa o cargo de pedagogo pode variar de R$ 1.100 a R$ 4.800, dependendo do tempo de atuação e do porte da empresa onde o profissional trabalha.

 

As variações salariais são as seguintes:

  • Recém-formado: de R$ 1.100 a R$ 2.000
  • De 2 a 4 anos de experiência: de R$ 1.500 a R$ 2.500
  • De 4 a 6 anos de experiência: de R$ 1.800 a R$ 3.000
  • De 6 a 8 anos de experiência: de R$ 2.300 a R$ 3.800
  • Mais de 8 anos de experiência: de R$ 2.800 a R$ 4.800

 

Os valores podem variar também de acordo com o tipo de atividade exercida pelo pedagogo – e as responsabilidades que ele acumula. Veja alguns exemplos de salários médios e máximos em diferentes áreas:

 

Consultor pedagógico

  • Salário médio: R$ 4.700
  • Máximo: R$ 11.800

 

Supervisor pedagógico

  • Salário médio: R$ 4.400
  • Máximo: R$ 11.100

 

Encarregado pedagógico

  • Salário médio: R$ 4.300
  • Máximo: R$ 11.000

 

Orientador pedagógico

  • Salário médio: R$ 3.000
  • Máximo: R$ 6.000

 

Auxiliar pedagógico

  • Salário médio: R$ 1.900
  • Máximo: R$ 3.000

 

 

Sobre o curso de Pedagogia

Com 655 mil alunos matriculados atualmente, de acordo com o mais recente Censo da Educação Superior, o curso de Pedagogia ocupa o terceiro lugar na preferência de estudantes de todo o Brasil. Fica atrás apenas de Direito e Administração, para você ter ideia.

 

Tamanha procura deve-se, em parte, à grande oferta de empregos na área. Embora as médias salariais não sejam tão altas, é difícil encontrar um pedagogo sem emprego por aí.

 

Escolas públicas e privadas nas cinco regiões estão sempre contratando. A oferta de concursos públicos é alta e é possível encontrar vagas especialmente nas regiões mais remotas e carentes do Brasil.

 

Um dos grandes diferenciais do curso é poder ser feito tanto a distância quanto presencialmente. Na modalidade EAD, aliás, Pedagogia reina absoluto, com mais de 340 mil matriculados. Entenda melhor como funciona esse formato a seguir.

 

Como funciona o curso de Pedagogia a distância

Muita gente desconfia se dá para estudar Pedagogia a distância. Isso porque, embora já seja bastante popular, nem todo mundo entende como se dá o aprendizado por meio de um computador – o que é perfeitamente normal.

 

Na verdade há um imenso aparato tecnológico que ajuda o aluno a aprender tudo o que é necessário para ser um bom profissional.

 

O curso de Pedagogia a distância conta com um ambiente virtual de aprendizagem, acessado pela internet, onde o aluno encontra aulas em vídeo, textos, documentos, imagens, gráficos e animações que formam o conteúdo teórico de cada disciplina.

 

A parte de interação é composta por ferramentas de chats, fóruns e trocas de mensagens. Cada curso tem uma série de monitores, tutores e professores que trabalham o tempo todo para tirar dúvidas dos alunos e ajudá-los em questões didáticas e operacionais.

 

Os inscritos na modalidade EAD têm que fazer trabalhos e provas como nos cursos superiores tradicionais.

 

Embora parte do conteúdo possa ser aprendida a distância, o MEC estabelece uma carga horária mínima para atividades presenciais obrigatórias. Esses momentos são usados para realizar atividades em laboratório, apresentar provas e trabalhos.

 

As faculdades são livres para oferecer cursos que tenham uma carga maior de atividades presenciais (os chamados “semipresenciais”), que podem envolver encontros semanais (a frequência varia entre as instituições).

 

A grande vantagem dos cursos a distância é permitir ao aluno flexibilidade para conciliar os estudos com atividades do dia a dia. O diploma não tem diferença daquele obtido em cursos presenciais – desde que, claro, a instituição tenha autorização do MEC para oferecer o curso.

 

Outra vantagem é o preço: além de mensalidades mais em conta, os alunos ainda poupam dinheiro com deslocamentos!

 

Onde estudar Pedagogia a distância

No Brasil há 126 instituições que oferecem o curso de Pedagogia a distância – 46 públicas e 80 particulares.

 

Essas universidades pode oferecer a graduação em praticamente qualquer lugar do Brasil, desde que tenham um polo de apoio presencial com a infraestrutura necessária no local.

 

Conheça a seguir algumas instituições bem avaliadas pelo MEC onde é possível encontrar o curso de Pedagogia a distância:

 

Veja também:

Descubra quanto sai uma faculdade de Pedagogia

 

O que achou da média salarial dos pedagogos no Brasil? Está pensando em seguir esta carreira? Conte para a gente nos comentários!

Deixe seu comentário:

Versão para impressão Informar erro

-

Novidades sobre EAD

Cadastre-se para receber nossa newsletter e acompanhe as últimas notícias sobre EAD:

}, 7000);